TSE pede investigação do STF sobre fake news ditas por Bolsonaro contra urnas eletrônicas

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pediu em votação unânime que o Supremo Tribunal Federal (STF), investigue o presidente Jair Bolsonaro por disseminação de fake news sobre a urna eletrônica usada no país. O presidente Bolsonaro tem ameaçado não realizar as eleições de 2022 caso o pleito não seja por meio do voto impresso.

O TSE ainda aprovou a abertura de inquérito administrativo em razão dos ataques à legitimidade das eleições no país. As decisões tomadas pelo TSE marcam o retorno dos trabalhos da Corte que estava em período de recesso.

A primeira decisão tomada pelo TSE diz respeito aos ataques feitos contra a legitimidade das eleições no país. Tem por objetivo investigar crimes de corrupção, fraude, condutas vedadas, propaganda extemporânea, abuso de poder político e econômico na realização desses ataques. A segunda decisão da Corte solicita ao STF abertura de investigação contra Bolsonaro por disseminar fake news. Em março de 2019 foi aberto o inquérito das fake news por iniciativa do ministro Dias Tófoli, presidente do STF, para apurar notícias fraudulentas, ofensas e ameaças a ministros do STF. O ministro Alexandre de Moraes é o relator da investigação.

A decisão tomada pelo TSE foi motivada por constantes ataques feitos por Bolsonaro as urnas eletrônicas e ao processo eleitoral adotado no país, sem contudo, apresentar nenhuma prova até o momento. Em uma transmissão recente, o presidente Bolsonaro admitiu não ter provas das acusações.”Não temos provas, vou deixar bem claro, mas indícios’, contou Bolsonaro.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

DPE pede R$ 200 milhões em ação envolvendo morte de tio e sobrinho em supermercado

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). A ação movida contra a rede de supermercado Atakarejo pela Defensoria Pública Estadual (DPE), da Bahia, estabelece uma indenização de R$ 200 milhões pela morte de Yan Barros da Silva, de 19 anos, e o tio Bruno Barros da Silva, 29 anos, mortos em 26 de abril deste ano.

O tio e sobrinho furtaram pacotes de carne do supermercado Atakarejo, no bairro Amaralina, em Salvador, e na ocasião foram pegos por seguranças. Horas depois foram encontrados mortos dentro do porta-malas de um carro, com marcas de tiro e sinais de tortura, no bairro de Brotas.

A DPE explica que a Ação Civil Pública foi movida por danos coletivos contra a população baiana negra e consumidora. Segundo a DPE, o valor será destinado para a criação de um fundo estadual de combate ao racismo.

A Defensoria ainda demanda que o supermercado que é “um dos maiores atacadistas do país”, implemente programas antirracistas nas suas unidades, para todos os funcionários, incluindo terceirizados.”O plano deve contemplar temas como o tratamento à população carente, a abordagem pacífica, evitando violência verbal ou física, além de formas de combate à discriminação racial de gênero”, disse a DPE. A ação será julgada pelo poder judiciário.

A Polícia Civil da Bahia prendeu no final de junho um homem suspeito de ter descartado os corpos de Yan e Bruno. Seguranças do Atakarejo entregaram tio e sobrinho para traficantes que torturaram assassinaram a dupla.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Universitário mineiro desaparecido desde o dia 6 de junho teria sido visto na região de Itamaraju

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (3). O desaparecimento do estudante de odontologia da Universidade Federal de Uberlândia, Matheus Augusto Sebastian Dominique Dias de Aguiar, está sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais. O jovem está desaparecido desde o dia 6 de junho, segundo a família.

De acordo com informações de familiares e amigos, o estudante de odontologia foi avistado pela última vez entrando em um ônibus sem revelar o destino. As últimas informações da família apontam que Matheus teria sido visto na região de Itamaraju, cidade que fica localizada 740 km distante de Salvador.

Está sendo realizada uma mobilização nas redes sociais com iniciativa da família e amigos que procuram saber o paradeiro do jovem. A família solicita às pessoas que tenham informações de onde o estudante se encontra que entrem em contato. Foi disponibilizado contatos de telefone para que as pessoas possam informar. (34) 98879-0387 ou (34) 98832-5205 ou (34) 99820-1489.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...

Continuam as buscas pelo menino que foi medicado pela mãe e teve o corpo jogado em rio no RS

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (3). A morte do menino Miguel dos Santos Rodrigues, de 7 anos, está sendo investigada pela Polícia Civil. Informações iniciais apontam que o menino foi medicado pela mãe e teve o corpo jogado no Rio Tramandaí, em Imbé, Litoral Norte do Rio Grande do Sul. De acordo com a polícia, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, mãe de Miguel, confessou este crime bárbaro que aconteceu na última quinta-feira (29). Yasmin e a companheira, Bruna Nathieli Porto da Rosa, foram presas pela polícia.

As investigações preliminares apontam que a criança era vítima de tortura física e psicológica, além de ficar amarrado dentro de um guarda-roupa. Segundo a polícia, vídeos e prints de conversas, as quais teve acesso, mostram a mãe de Miguel e a companheira e com a própria irmã discutindo sobre a compra de uma corrente que seria usada para amarrar Miguel.

Os Bombeiros ainda seguem com as buscas no mar a procura do corpo de Miguel.

Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, 26 anos, deu remédios para Miguel e o colocou dentro de uma mala. À polícia, a mulher disse não ter certeza se o filho estava vivo ou morto.”Para fugir, com medo da polícia, saiu de casa, pegando ruas de dentro, não as avenidas principais, levou a criança dentro de uma mala na beira do rio, e jogou o corpo. Repito, ela não tem convicção de que o filho estava morto”, disse o delegado do caso, Antonio Carlos Ractz Júnior.

Na quinta-feira (29), Yasmin foi até a delegacia registrar o desaparecimento de Miguel.“Ao anoitecer de ontem [quinta], a mãe dessa criança, com a sua companheira, procurou a DPPA de Tramandaí, a fim de registrar uma ocorrência policial de desaparecimento de seu filho. Alegou que o filho havia desaparecido há dois dias e que ainda não havia procurado a polícia porque pesquisou no Google e viu que teria que aguardar 48h. E começou a apresentar uma série de contradições, o que levou desconfiança da BM e PC”, contou o delegado.

Yasmin foi procurada pelo delegado e confessou o crime.”Ela tem um perfil de psicopata. Durante toda a minha carreira, eu não havia me deparado com alguém tão frio”, disse Ractz.

A companheira de Yasmin, Bruna Nathieli foi presa temporariamente e é investigada por envolvimento no caso. Troca de mensagens entre Yasmin e Bruna estão sendo analisadas pela polícia e mostram vídeos e mensagens nas quais ela ameaça Miguel. Exame psiquiátrico feito revelou que Bruna tem autismo leve, mas segundo o delegado responsável não seria suficiente para impedir sua responsabilização.”Ela será avaliada por peritos que concluirão se ela é imputável, semi-imputável ou inimputável. De qualquer forma, ela permanecerá presa enquanto não sair o resultado dessa perícia”, contou o delegado.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Brasil vai para a final nas Olimpíadas após vencer o México nos pênaltis

Uma ótima notícia tem sido destaque entre as manchetes desta terça-feira (3). A seleção brasileira de futebol masculino está na final das Olimpíadas em Tóquio com a vitória por 3×2 sobre o México. As duas seleções já haviam feito a final olímpica de 2012, em Londres, e naquele jogo os mexicanos levaram a melhor vencendo os brasileiros por 2×1.

O Brasil agora terá pela frente o  ganhador de Japão x Espanha, que se enfrentam mais tarde, na outra semifinal das Olimpíadas. O time do Brasil entrou em campo com: Santos; Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Bruno Guimarães e Douglas Luiz; Antony, Claudinho, Paulinho e Richarlison.

O Brasil está na final do futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, apesar de ter feito um primeiro tempo regular e empatar com o México em 0x0 no tempo normal, mas conseguir se recuperar nos pênaltis. O adversário da seleção brasileira virá do confronto entre Espanha e Japão que lutarão por uma vaga às 8h desta terça-feira.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Remédio usado para dormir por Joice Hasselmann é ligado a casos de apagão de memória e acidentes, diz bula

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (2). Os efeitos colaterais do remédio usado pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) para conseguir dormir, podem ser crises de sonambulismo e apagões de memória, dentre outros. O aviso para os efeitos colaterais do medicamento zolpidem, usado para induzir o sono, está na bula da própria substância. Estas informações são do jornal Folha de S. Paulo.

As propriedades farmacológicas do zolpidem, que podem causar sonolência, diminuição dos níveis de consciência —levando a quedas e, consequentemente, a lesões severas—, sonambulismo ou outros comportamentos incomuns (como dormir na direção e durante a refeição), acompanhado de amnésia”, diz a bula.

A deputada federal Joice Hasselmann acordou em seu apartamento funcional no dia 18 de julho com cortes e hematomas pelo corpo, e não sabe explicar como aconteceram. A parlamentar disse em entrevista, que faz uso do Stilnox, medicamento à base de zolpidem. De acordo com a entrevista, o remédio é considerado seguro por médicos quando usado de acordo com a prescrição, na dose certa e tempo adequado.“A pessoa pode fazer e vivenciar coisas, que não ficam retidas na memória”, contou ao jornal o psiquiatra Mauro Aranha.

De acordo com o psiquiatra, se a pessoa que fez uso do remédio acordar durante as quatro primeiras horas em que o medicamento circula na corrente sanguínea, ela pode não lembrar do que fez.“Mas, se despertar quando a substância não está mais circulando no corpo, provavelmente já estará consciente dos próprios atos”, disse o médico.

A deputada disse recentemente que a última lembrança que tem é de estar na cama assistindo a um episódio de série, no domingo (18). Depois deste fato ela ficou por quase 7 horas com perda de memória até despertar em uma poça de sangue. A parlamentar afirma que foi vítima de um ataque.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Testemunha diz que MC Kevin gritou por ajuda antes de cair do 5º andar; relato causou revolta nos pais do funkeiro

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (2). Surgiu uma nova testemunha no caso MC Kevin e promete mudar o rumo das investigações ao contradizer o depoimento apresentado pelos amigos do cantor. De acordo com a testemunha, Kevin teria sido incentivado a pular da sacada do hotel para outro andar e pediu ajuda antes de cair do prédio. Esta declaração causou revolta nos pais de MC Kevin.

A testemunha é identificada como Fernando Dimmy Jr, de 31 anos e cantor português, que afirmou ter se hospedado em frente ao hotel onde o funkeiro estava com seus amigos. Dimmy disse ter visto o exato momento em que Kevin caiu do 5º anadar.

Sim, exatamente. Eu confirmo que vi a queda do MC Kevin. Foi uma mera coincidência eu estar no hotel ao lado de MC Kevin. Pois eu não sabia da presença dele naquela cidade [no Rio de Janeiro]”, contou.

Agnaldo Bueno e Valquíria Nascimento, pai e mãe de MC Kevin, usaram as redes sociais  para mostrar repúdio ao fato de Kevin ter sido ‘incentivado a mudar de andar’ e não ter sido ajudado quando pediu socorro. No Instagram, Agnaldo disse que o filho não teria pulado se não houvesse recebido incentivo de alguém. Que a justiça de Deus seja feita!”, comentou.

Os pais de Kevin demonstraram revolta com Beatriz Dominguez, além dos amigos do filho, MC VK e Jhonatas, que foram citados pela nova testemunha. Segundo os pais de Kevin, o trio teria mentido para as autoridades. O cantor teria tentado pular para o andar de baixo do prédio para fugir do flagra da esposa Deolane e escapar de ser visto na situação extraconjugal.

Bando de filho da put* mentiroso, tá todos mentindo. Meu filho foi uma vítima. Ele aí era o único de coração puro. O resto tudo falso, mentirosos, mas Deus tudo vê e a justiça vai ser feita. Mataram ele, judas desgraçados, malditos. Nada vai trazer ele de volta, mas isso não vai ficar [para] à justiça de Deus, tá? Aí, eu perdi meu filho por muitas pessoas malditas. Tá todo mundo mentindo, isso sim. Um joga pro outro e, na verdade, é tudo culpado. Desgraçados, agora eu vou atrás de cada. Ninguém vai ter paz. Ninguém, malditos”, criticou a mãe.

A mãe do cantor disse que lutará até o último dia de vida para que os culpados pela morte do filho sejam punidos.“Eu não tenho paz [e] agora vocês não vão mais ter paz também. Vou atrás de vocês tudo, pode esperar. Certeza, malditos, isso não vai ficar assim, não. E eu aqui a besta não vendo nada, pois agora eu vi e eu vou até o inferno atrás, pode esperar. Não sou trouxa de ninguém e olha bem o que estou falando. Meu filho não era santo, não, mas ele não era ruim. Tinha um coração tão grande que não viu os lixos de pessoas que andava atrás dele. Lixo de pessoas, isso que vocês são todo mundo que tava lá vendo o menino pedindo ajuda e não fez nada. Ainda fala que é irmão, amigo, são um bando de filho da put*, maldito!

O cantor português disse que MC Kevin estava pendurado no parapeito do hotel e pediu por ajuda antes de cair do 5º andar. Segundo Fernando, seria impossível MC VK não ter ouvido o pedido de socorro de Kevin. MC Kevin não foi ajudado e caiu na sequência.

Deu para ouvir onde eu estava. Ele disse “me ajuda, me ajuda!”. Então, mesmo assim, o VK parece que estava a incentivar ele para ir para o andar de baixo ou largar. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, ele já quando estava a cair, ele [VK] antes deu um chute, como se fosse um chute no parapeito. Ele [Kevin] foi se distanciando um pouco do edifício. Foi aí quando eu dei conta daquilo que estava a acontecer, que ele estava realmente a cair, que ninguém estava a ajudar. Eu fui pegar meu celular para ver se dava para apanhar uma parte em que assim eu podia muito bem fazer a publicação disso sem ter de me expor. Então, foi quando eu peguei o celular, foi muito tarde. Nós ouvimos um pequeno estrondo como se fosse um ‘puff””, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Testemunha teria presenciado acidente e afirma que MC VK incentivou MC Kevin a se pendurar em prédio

Uma notícia tem estampado as principais manchetes nesta segunda-feira (2). O relato de uma testemunha que diz ter visto o momento em que MC Kevin morreu pode mudar a linha de investigação da polícia. A testemunha disse que MC Kevin parece ter sido induzido por MC VK a ir para outro andar do prédio para escapar de um possível flagra de sua mulher Deolane Bezerra. O cantor morreu ao cair do 5º andar do hotel em que estava hospedado na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Fernando Dimmy Jr, 31 anos e cantor português, contou em entrevista ao Domingo Espetacular que ficou hospedado num hotel em frente ao que Kevin estava com os seus amigos e viu o momento da morte do artista.

‘‘Sim, exatamente. Eu confirmo que vi a queda do MC Kevin. Foi uma mera coincidência eu estar no hotel ao lado de MC Kevin. Pois eu não sabia da presença dele naquela cidade [no Rio de Janeiro].’’

“Eu estava exatamente na varanda com a minha irmã. Tava no sexto andar. Bem, eu estava à espera que a minha irmã subisse para o meu quarto porque ela também disse que queria me fazer uma companhia. E, depois de um tempo, ela estava na varanda e gritou: ‘vem ver aqui atos sexuais à distância’. Então eu vi o que era para ver”, contou.

Fernando confirmou que Kevin estava em ato sexual com a garota de programa Bianca Dominguez, cerca de 10 minutos antes de cair. O músico português desmentiu o depoimento de Jhonatas que disse que estava em um quiosque do prédio em razão de não ter participado da relação sexual.

‘‘Foi uns 10 minutos antes da queda, se não me engano. Bem, é aí onde entra o Jhonatas. Ele entrou a querer se calhar, insistir, em querer participar do ato sexual. Bem porque ele entrou a primeira vez, o MC Kevin levantou a mão como se estivesse a expulsar o Jhonatas do quarto. Da primeira vez, deu a entender isso. Que ele entrou no banheiro, eu não posso dizer que sim ou não, porque, aparentemente, ninguém foi ao banheiro. Na terceira vez que o Jhonatas voltou a entrar foi de uma maneira muito brusca e, com certeza, seria o momento em que disse a suposta frase ‘moiô, moiô, tio’.’’
Fernando disse que entendeu que MC VK, que afirmou em depoimento a polícia que estava saindo do banheiro no momento em que Kevin caiu, incentivou MC Kevin a se pendurar no parapeito em razão da suspeita do flagra de Deolane, que estava no prédio.

“Na forma que o Jhonatas entrou, foi se movimentando muito, como se fosse um louco e como se quisesse assustar os que estavam lá no quarto. E o MC VK levantou da cama e movimentou os braços como de uma forma assustadora que deu, aí sim, exatamente, a entender que o VK estava a incentivar ou assustar o Kevin a ir a algum lado”, disse.

Fernando disse ainda que MC VK ouviu gritos de socorro de Kevin quando estava pendurado no parapeito do hotel. Contudo MC VK não agiu para ajudar o amigo e a queda aconteceu na sequência.‘‘Tenho certeza do que eu estou falando. Deu a entender que o MC VK estava a incentivar o Kevin, que era para se pendurar naquele local. Que o Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a mão esquerda. E ali deu claramente a ouvir o que estava a dizer. Ele estava a pedir que o VK ajudasse ele.’’

‘‘Sim, eu entendi, porque ele gritou mesmo, que deu para ouvir onde eu estava. Ele disse “me ajuda, me ajuda!”. Então, mesmo assim, o VK parece que estava a incentivar ele para ir para o andar de baixo ou largar. Depois de ter gritado e não ter conseguido ficar apoiado no parapeito da varanda, ele já quando estava a cair, ele [VK] antes deu um chute, como se fosse um chute no parapeito. Ele [Kevin] foi se distanciando um pouco do edifício. Foi aí quando eu dei conta daquilo que estava acontecer, que ele estava realmente a cair, que ninguém estava a ajudar. Eu fui pegar meu celular para ver se dava para apanhar uma parte em que assim eu podia muito bem fazer a publicação disso sem ter de me expor. Então, foi quando eu peguei o celular, foi muito tarde. Nós ouvimos um pequeno estrondo como se fosse um ‘puff’.’’

Fernando apresentou o mesmo relato descrito ao advogado de Bianca Dominguez, Danilo Andrade, mas não enviou nenhum documento comprobatório de que estaria hospedado no local e teria visto o momento da queda do funkeiro. “Ele nos parece uma pessoa idônea, do ponto de vista de suas alegações. Elas são calmas, mas ele não nos enviou nenhum documento como passaporte pra que nós pudéssemos comprovar realmente que ele estava no dia diante dos fatos que ocorreram. Ele disse que estava indo para Dubai, mas por estar portando muito dinheiro teria sido preso. Aí, ele teria ficado incomunicável conosco… Me pareceu muito justo. Merece atenção do ponto de vista de quem estava observando de fora do quarto”, disse o advogado.

Segundo conclusão da polícia, a morte de MC Kevin foi devido a um acidente, porém o Ministério Público ainda não determinou que o caso fosse arquivado.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Sargento da PM é morto a tiros em estacionamento de supermercado em Juazeiro

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (2). O sargento da Polícia Militar Josivan Rodrigues da Fé foi assassinado a tiros na tarde desse domingo (1º), na cidade de Juazeiro, 507 km distante de Salvador. O policial que era lotado na 91ª CIPM, em Capim Grosso, BA, foi morto no estacionamento do supermercado Atacadão, em Juazeiro.

De acordo com informações preliminares, alguns homens chegaram até o local em um veículo e efetuaram disparos contra o agente de polícia que não teve chance de reagir a ação. O policial foi atingido na cabeça no estacionamento do supermercado, que fica localizado no bairro Itaberaba.

Ainda não há informações sobre o que teria motivado a morte do policial militar e a autoria ainda é desconhecida. O sargento não estava de serviço no momento em que foi executado. A Polícia Militar realizou rondas pela localidade com o objetivo de capturar os responsáveis por este crime.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Polícia investiga morte de adolescente de 15 anos após encontro íntimo; parceiro chegou a prestar socorro a vítima

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (2). A morte de uma adolescente de 15 anos que foi levada ao hospital por um homem de 26 anos, está sendo investigada pela Polícia do estado de São Paulo. O homem estaria supostamente saindo com a adolescente. A jovem Gabrielly Dickson Alves do Nascimento deu entrada na UPA Jardim Casqueiro, em Cubatão, com quadro de parada cardiorrespiratória.

De acordo com a polícia, o auxiliar de serviços gerais e a adolescente estariam em ato sexual dentro de um veículo quando o homem notou que a menina estava desfalecida. O auxiliar de serviços gerais disse que Gabrielly apresentava lábios e pele pálidos e suas mãos estavam contorcidas para trás.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP), enfermeiros afirmaram que a adolescente deu entrada na unidade de Saúde inconsciente e tinha sangramento nas partes íntimas. Disseram que a adolescente não apresentava marcas de agressão. A SSP informou que a ocorrência foi registrada como morte suspeita pela Delegada de Cubatão e que foram solicitadas perícias para esclarecer o caso.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...