Após sair para comprar biquini que usaria em concurso, Miss teen desaparece e está sendo procurada pela polícia de SP

O desaparecimento de uma estudante de 17 anos, que saiu de sua casa na manhã dessa quinta-feira (2), para comprar um biquini em uma loja da cidade, está intrigando a Polícia Civil de São Paulo que investiga o caso.

Até o fechamento dessa matéria, a jovem Yasmin Pesinato Benedetti continuava desaparecida e não retornou para o apartamento onde mora com a família, na Barra Funda, na Zona Oeste. A polícia está analisando imagens de câmeras de monitoramento que mostram a jovem saindo do local.


A jovem não fez mais contato com a família e nem atendeu os telefonemas feitos em seu celular desde que iria de ônibus comprar roupa de banho na Lapa. Yasmin participaria de um novo concurso de beleza e em razão disso teria ido comprar biquini.

Neste sábado (4) e domingo (5), a jovem concorreria ao Miss Teen Global Beauty São Paulo. O concurso mobiliza garotas de 14 a 18 anos de idade, e é uma etapa estadual de beleza.

Os parentes de Yasmin divulgaram o seu desaparecimento nas redes sociais, em razão da falta de contato com a jovem. O sumiço da Miss também foi relatado à polícia.

O registro do caso foi feito como “desaparecimento de pessoa” no 23º Distrito Policial (DP), em Perdizes, na Zona Oeste, local onde Yasmin reside com os pais. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), a investigação ficará a cargo da 7º DP, Lapa, e contará com o apoio de equipe especializada da delegacia de desaparecidos do Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).


A Polícia Civil tomará depoimentos de familiares e amigos de Yasmin. Estão sendo analisadas imagens de câmeras de monitoramento para saber os locais por onde Yasmin passou. Informações sobre o paradeiro de Yasmin podem ser direcionadas para o número 181 do Disque-Denúncia. Não é preciso se identificar. A denúncia será encaminhada para a investigação policial.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Após filho confessar que tirou a vida da namorada Giovanna Peters, pai acionou a PCDF

O jovem Leandro de Araújo Marques, de 22 anos, negou ter envolvimento no caso do desaparecimento da namorada Giovanna Laura Santos Peters, de 20 anos, mas diante de tantas evidências que apontavam para ele como autor do crime, não teve jeito e confessou ao pai que matou a jovem, dentro de casa, em Ceilândia.

Na chegada à 23ª Delegacia (Ceilândia Sul), onde os dois estiveram acompanhados de um advogado, Leandro prestou esclarecimentos aos investigadores. Os policiais perceberam que existiam informações desencontradas e aconselharam ao pai de Leandro que conversasse com ele em particular.


Leandro confessou o crime ao pai às 2h dessa sexta-feira (3/12). Logo em seguida, Paulo Cláudio Marques entrou em contato com a delegacia e entregou o filho, que se comprometeu a mostrar o local onde havia deixado o corpo da namorada.

O corpo da jovem estava em uma estrada de chão, próxima à antiga Academia da Polícia Civil, em Taguatinga, todo coberto de pedras. A jovem estava desaparecida desde segunda-feira (29/11), quando teria ido para a casa do namorado, em Ceilândia Sul. Informações apontam que Leandro degolou a namorada após um desentendimento entre eles.

A jovem teria saído de casa na tarde do domingo (28/11) informando que ia dormir na casa do namorado. No dia seguinte, segundo Leandro, a jovem pegou um transporte de aplicativo e foi embora. Leandro ainda informou que o veículo que a conduziu era um Ônix prata.

Giovanna desde este momento ficou incomunicável. Após registrar boletim de ocorrência, a mãe de Giovanna pediu ajuda para Leandro, pois achava que ele poderia ter informações que ajudasse a resolver o caso. O rapaz disse que não poderia ir à unidade policial em razão de estar trabalhando em uma chácara.

Os agentes foram até o local onde Leandro trabalhava e tomaram o seu depoimento. No depoimento, a polícia identificou pontos divergentes, uma vez que nenhum motorista por aplicativo teria sido acionado ao endereço, conforme ele havia informado anteriormente.

A polícia voltou até o local para localizar o celular de Giovanna e percebeu manchas de sangue em uma cadeira da sala, uma camiseta branca com manchas, aparentemente de sangue, em um cesto de roupas que estava no banheiro da casa.


Foi encontrado ainda no local um facão com manchas escuras. Diante destes indícios, a perícia foi acionada para o local. Durante a madrugada, os peritos confirmaram que tinha manchas de sangue na cadeira e no chão da sala.

Leandro indicou para a polícia o local onde o corpo de Giovanna estava. O rapaz foi preso e não ofereceu resistência. O jovem disse que havia rompido o relacionamento com Giovanna, e mais tarde reataram o namoro. Nesta época, ele ficou sabendo que Giovanna se relacionou com outras pessoas e esse foi o motivo da discussão.

Leandro disse que a namorada o xingou e o agrediu fisicamente, momento em que ele a segurou por trás e cortou o pescoço com uma faca. Após o crime, Leandro pediu o carro de um amigo emprestado e levou o corpo para uma região de mata e o escondeu. O acusado disse que tinha jogado fora o celular da vítima e a arma que usou para cometer o crime. O crime é investigado como feminicídio e, caso seja condenado, o autor pode pegar até 30 anos de prisão.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Jovem de 20 anos desaparecida no DF é encontrada sem vida em estrada de chão; namorado confessou o crime

A polícia localizou o corpo da jovem Giovanna Laura Santos Peters, de 20 anos, em uma estrada de chão, próximo à antiga Academia da Polícia Civil, em Taguatinga. Giovanna Peters foi para a casa do namorado, em Ceilândia Sul, na última segunda-feira (29/11), e desde então estava desaparecida.

O jovem Leandro de Araújo Marques, de 22 anos, foi preso após ter confessado que matou a namorada. Informações apontam que Leandro degolou Giovanna dentro de casa e escondeu o corpo com pedras. A jovem era funcionária de uma creche, no Areal.

Familiares confirmaram que Giovanna ficou incomunicável após ter ido para à casa do namorado. A mãe de Giovanna pediu ajuda de Leandro, após ter registrado a ocorrência, pois entendia que o rapaz poderia colaborar com informações importantes que pudessem ajudar a solucionar o caso. No entanto, Leandro disse que não poderia ir à delegacia em razão de estar trabalhando em uma chácara.


Os agentes de polícia estiveram no local onde Leandro trabalhava e colheram o depoimento dele. A princípio, o rapaz disse que viu Giovanna pela última vez na segunda-feira. Disse ainda que a jovem teria dormido em sua casa de domingo para segunda e que também pediu um transporte por aplicativo para voltar para casa, que ficava em Samambaia.

O jovem contou que no fim de semana passou a noite sozinho em companhia de Giovanna. Os policiais identificaram pontos divergentes no depoimento obtido de Leandro, por um motivo simples…, nenhum motorista por aplicativo havia sido acionado ao endereço, versão apresentada por ele.

A polícia voltou à casa onde Leandro mora para localizar o aparelho celular de Giovanna. Os agentes encontraram manchas de sangue em uma cadeira da sala, uma camiseta branca com manchas, aparentemente de sangue, em um cesto cheio de roupas que estava no banheiro da casa.


Foi localizado também um facão com manchas escuras. Estes indícios foram suficientes para que a PCDF acionasse a perícia. Já no local, de madrugada, os peritos confirmaram as manchas de sangue na cadeira da sala e no chão da sala.

A polícia conseguiu descobrir que Leandro teria circulado por Ceilândia, na noite do último domingo (28/11), fato que o suspeito havia omitido. Leandro confessou o crime para sua família, diante de tantas evidências.

O jovem foi preso e levou os agentes até o local onde escondeu o corpo da namorada. O corpo da jovem estava em avançado estado de decomposição em uma região de mata, em Taguatinga, próximo à antiga Academia de Polícia Civil.

O rapaz disse que havia rompido o relacionamento com Giovanna e que mais tarde retomaram o namoro. No entanto, teria recebido a informação de que ela havia se envolvido com outras pessoas. Disse também, que na noite de domingo (28/11), eles se relacionaram na casa do autor.

Após o ato, eles discutiram, e segundo o acusado, Giovanna o xingou e o agrediu fisicamente. De acordo com Leandro, nesse momento ele a segurou por trás e cortou o pescoço com uma faca. O rapaz ocultou o cadáver até a manhã do dia seguinte.

Leandro usou o carro de um amigo para levar o corpo da jovem até a região da mata. O corpo estava coberto por várias pedras grandes e em avançado estado de decomposição. O jovem foi questionado sobre o celular de Giovanna e a faca usada no crime e disse que havia jogado fora.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Famílias de Marília Mendonça e de Paulo Gustavo confirmam presença em edição deste ano do Prêmio Multishow

A edição deste ano do Prêmio Multishow  vai homenagear Marília Mendonça e Paulo Gustavo em evento que promete fortes emoções. As famílias dos artistas já confirmaram presença na homenagem. A mãe de Marília, Dona Ruth, e Murilo Huff, ex-companheiro e pai do filho da cantora, vão receber o troféu de ‘Cantora do Ano’ no palco do evento.

Marília Mendonça concorria com Anitta, Ivete Sangalo, IZA e Luísa Sonza, e teve seu nome escolhido de forma antecipada, em comum acordo entre o Multishow e as cantoras, que concordaram em homenagear à sertaneja, que morreu no dia 5 de novembro, vítima de acidente aéreo.

“Não fazia sentido ser diferente. Marília é uma estrela da música brasileira. Qualquer mulher brasileira foi tocada pela arte da Marília e acredito que não tinha como ser diferente o prêmio ser de outra. É um gesto carinhoso e pequeno perto da artista imensa que a Marília é”, comentou IZA.

Momentos dedicados ao saudoso humorista Paulo Gustavo estarão presentes durante a premiação. Paulo Gustavo comandou por anos e de forma brilhante e hilária a cerimônia em questão. Dona Déa Lúcia, Ju Amaral e Thales Bretas – mãe, irmã e marido do comediante – vão estar presentes na homenagem que promete ser emocionante.

Paulo Gustavo será homenageado por IZA, grande amida do humorista, que ao lado de Mariah Nala fará um tributo ao artista, que faleceu no dia 4 de maio por complicações relacionadas a Covid-19.

“O Paulo foi um grande divulgador. Não só da minha carreira, mas de todo mundo que ele acreditava. Ele me ensinou o quão importante é estender a mão e abrir espaço às novas gerações. Aliás, foi por meio do Paulo que eu conheci a Mariah. Agora, faremos essa homenagem para ele juntas”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘É o que ele sempre pediu’, diz filho de idoso em velório que teve chope e churrasco

A despedida de um idoso em Chapecó (SC), ficou marcada por um momento inusitado e chamou atenção das pessoas no Oeste catarinense. Para o velório de Joaquim Silva da Rosa, 60 anos, que faleceu nesse sábado (27) após ter se envolvido em uma discussão, a família atendeu a um antigo desejo dele. A cerimônia aconteceu em uma cidade vizinha, Coronel de Freitas (SC), e os filhos de Joaquim levaram cerca de 30 litros de chope e 6 quilos de carne para um churrasco em homenagem ao pai.

“Era o que meu pai sempre pediu”, disse ao UOL, o comerciante Paulo da Rosa, de 32 anos, um dos três filhos de Joaquim. “A gente até brincou: ‘pega um copo de chope, vai lá tomando, olha o corpo dele e não precisa chorar. Eu lembro dos momentos que ele passou com a gente e sempre era uma festa. Ele falou que não queria ver ninguém chorando no velório dele.”

O comerciante disse que o pai era uma pessoa divertida e que gostava de brincar. O fato de Joaquim sempre falar nesse assunto fez com que a família quisesse transformar o momento do velório em uma celebração.”A gente brincou [com os convidados] assim: se não tomar o chope, ele vai vir de noite para te acordar”, disse o filho.

Parte da família, entretanto, não concordou com a celebração, mas Paulo afirmou que este era o último desejo do pai. “Dói perder ele e acho que o que fizemos foi um ato de coragem. Era o que ele queria. E quem conhece nossa família e conhecia ele, sabe disso’’

Joaquim da Rosa morreu após ter sido esfaqueado durante uma discussão em uma lanchonete. Paulo disse que a polícia ainda não conseguiu prender o autor do crime. As Polícias Civil e Militar ainda não deram maiores informações sobre este crime.


“Eu me sinto com dor porque mataram ele, mas precisávamos realizar o desejo dele. Não foi um deboche, foi uma celebração da vida do meu pai. Eu acho que esse tipo de festa deveria ser mais comum pelo Brasil. As pessoas têm que chorar pelos outros em vida, não em morte. De onde ele estiver, sei que ele está agradecendo a gente por isso”.

A celebração foi realizada numa cela mortuária da funerária Aschidamini, localizada em Coronel de Freitas, local onde o filho de Joaquim mora. A administradora do estabelecimento, Patrícia Aschidamini, de 27 anos, contou que essa foi a primeira vez que um velório com tal celebração foi realizado pela empresa.

“Nunca fizemos isso antes em 50 anos de funerária. Ficamos surpresos porque o homem tinha pedido que quando ele falecesse, ele só tivesse festa, não queria tristeza. O pessoal vinha ver porque achava uma coisa diferente”, disse a administradora ao UOL.

O comerciante Paulo revelou que a cerimônia animada também é um desejo seu.”Quando eu morrer, não quero que chorem. Espero que comam uma carne, tomem um chope, me deixem descansando e relembrem os velhos tempos”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Após aplicar nas coxas substância estranha como se fosse anabolizante, professor morre vítima de envenenamento

Um caso intrigante aconteceu em Araçatuba, interior de São Paulo, na tarde do dia 1º, uma quarta-feira. O personagem central foi um professor de matemática, de 26 anos, que faleceu momento depois de ter aplicado uma substância nas coxas acreditando se tratar de anabolizante.

A polícia informou que o pai de Gustavo Henrique Gonçalves esteve na delegacia para registrar boletim de ocorrência, e disse que o filho foi socorrido por médicos do pronto-socorro e encaminhado para a Santa Casa de Araçatuba.

O pai de Gustavo, entretanto, não soube dizer quem levou o filho para o pronto-socorro, e também não tinha informação sobre o dia que a vítima foi encaminhada a Santa Casa.

O jovem teria aplicado Ricina intramuscular nas duas coxas acreditando se tratar de anabolizante, de acordo com a guia de encaminhamento da Santa Casa.

A Ricina, substância aplicada pelo jovem, é uma proteína altamente tóxica extraída da mamona. Ela é capaz de matar uma pessoa apenas com uma pequena quantidade, dizem os especialistas.

A investigação agora procurar concluir em grau definitivo se o produto usado por Gustavo se trata realmente da toxina extraída da mamona e onde o jovem adquiriu a substância.

A análise inicial da vítima apontou que ele teve intoxicação exógena e acidose metabólica grave por envenenamento. Informações do boletim de ocorrência, mostram que o quadro clínico do jovem evoluiu para insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda e choque séptico.

A polícia solicitou exame necroscópico para anexar à investigação. O corpo do jovem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

São Paulo anuncia cancelamento de Réveillon 2022 após confirmação de casos da Ômicron no estado

O tradicional Réveillon na virada de ano em São Paulo está oficialmente cancelado. A festa que marca a passagem de ano ficou comprometida em razão de casos confirmados da variante Ômicron no estado. A exemplo do que aconteceu na capital baiana, que cancelou o Festival Virada, o atual secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, confirmou que o público ficará sem a atração este ano.

O secretário informou que esta decisão se baseou no estudo realizado pela Vigilância Sanitária, que apontou em seus indicadores epidemiológicos, que São Paulo deveria cancelar o Réveillon e também manter a obrigatoriedade do uso de máscara entre a população.

“Eu o enviei ao prefeito [Ricardo Nunes, do MDB], em Nova York, que deverá se pronunciar sobre os indicativos às 10h30 desta quinta. Embora todos os dados do município sejam positivos, mas o surgimento da variante [ômicron] e também o mês de dezembro com o comércio popular, foi indicado a manutenção do uso das máscaras e o cancelamento do Réveillon”, disse o secretário.

Foram registrados no estado de São Paulo 3 casos da variante ômicron, sendo dois casos na capital paulista e um caso em Guarulhos.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Buscas por menino Gabriel desaparecido em região de mata são encerradas

A Polícia Civil do Amazonas informou, nessa quarta-feira (1°), que as buscas pelo menino Gabriel Souza Chaves, de 11 anos, foram encerradas sem êxito. Gabriel desapareceu em uma área de mata no município de Manacapuru. Entretanto, fatos novos fizeram com que a mãe e o padrasto da criança fossem presos nessa terça (30), como resultado de investigação que apontou questões mal explicadas.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para iniciar uma busca e resgate de um menino que desapareceu em uma área de mata na comunidade do Jacaré, no município de Manacapuru, na tarde do dia 19 de novembro.

Em 11 dias de buscas pelo menino, a força-tarefa não obteve êxito. O menino Gabriel não foi localizado e as equipes encerraram as operações na tarde dessa quarta-feira (1º). A delegada responsável pelo caso expediu mandados de prisão temporária contra a mãe da criança e o padrasto. Os suspeitos foram presos nessa terça-feira (30), em cumprimento à determinação judicial.

Estávamos trabalhando com a informação de que ele havia desaparecido. Após as investigações e uma reunião realizada com a equipe, nós encontramos alguns pontos obscuros que não fecharam. Foram esses pontos que motivaram o pedido de prisão temporária”, explicou a delegada Roberta Merli.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘Doei todo o lucro para família dele’, diz Gabily sobre clipe gravado com Mc Kevin antes do acidente com o funkeiro

O programa The Noite dessa quarta-feira (1º) entrevistou, dentre outras atrações, a cantora Gabily, responsável pelo maior número de clipes lançados em 2020. “Eu lancei 21 músicas com clipe”, disse a cantora. O maior sucesso de Gabily nesse período foi “Bilhete Premiado”, com O Chris e participação do MC Kevin. Só este clipe da cantora já acumula mais de 13 milhões de visualizações em redes sociais.

“É o meu maior hit, então, desde que eu compus a música, no tempo de composição que eu fiz em São Paulo, inclusive, a gente já sabia que seria uma virada de chave na minha carreira”.

A cantora Gabily falou sobre o sucesso que foi esta canção e da tristeza diante da morte do amigo. “A gente já sabia que seria sucesso, inclusive a gente já trocava áudio, eu, Kevin e o Cris, essa é a música! Vamos fazer e tal? Só que daí aconteceu a fatalidade com o meu amigo Kevin, que participou do clipe, infelizmente, eu acho que isso de uma maneira ou outra acabou potencializando mais, porque as pessoas queriam assistir o último trabalho dele”.

“E ele sofreu o acidente no mesmo hotel que a gente gravou o clipe. Então, tipo foi horrível, a gente gravou numa quarta e no sábado aconteceu tudo lá”, lamentou a cantora.

E por fim Gabily conclui: “Para mim foi bem complicado lançar esse clipe, eu decidi lançar depois que conversei com a mãe dele, eu doei todo o lucro para família dele, eu não fiquei com nada da música”.

A artista está lançando um novo single: “Vou Jogar Para Você”. Gabily revelou que vai lançar seus conteúdos em plataformas como o OnlyFas e Instagram. “Sim, vai lançar agora esse mês os conteúdos e eu estou muito feliz, porque foram plataformas que ajudaram muita gente na pandemia para fins lucrativos mesmo”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Nova pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas mostra ACM Neto com folga nas intenções de voto para 2022

Nova pesquisa eleitoral divulgada nessa quinta-feira (2) e realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, aponta que ACM Neto, que lança candidatura ao governo do estado hoje, despontou com 54,8% das intenções de voto do eleitorado. A aposta do Partido dos Trabalhadores na Bahia para 2022, o senador Jaques Wagner, apareceu em segundo lugar com 23,1% das intenções de voto.

O ministro da Cidadania João Roma, apontado como terceira via, somou 3,9% das intenções de voto. A Dra. Raíssa Soares, ex-secretária de Saúde de Porto Seguro, mostrou 2,6% das intenções de voto no estado.

Veja os candidatos com percentuais menores apontados no estudo: o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) 0,9% e o ex-vereador Marcos Mendes (PSOL) 0,3%.

Os entrevistados que não souberam ou não responderam equivalem a 5% e os que votariam branco, nulo ou não escolheria nenhum dos nomes 9,3%, apontou a pesquisa.

Não sabe/Não respondeu -5,0%

Nenhum/Branco/Nulo -9,3%

ACM Neto -54,8%

Jaques Wagner -23,1%

João Roma -3,9%

Dra. Raíssa Soares -2,6%

Alexandre Aleluia -0,9%

Marcos Mendes -0,3%

A pesquisa espontânea é caracterizada quando o entrevistador não apresenta nenhuma opção ao eleitor, neste caso se verificou que 63,6% não soube responder. Entre as opções citadas pelo eleitor, o candidato ACM Neto somou o maior percentual: 12,2%.

O atual governador Rui Costa foi citado por 10,6% dos entrevistados. Já o senador Jaques Wagner foi citado por 3,2% dos entrevistados. João Roma teve 0,9%, Raissa Soares 0,4% e outros nomes 0,3%.

Não sabe – 63,6%

Ninguém -8,7%

ACM Neto -12,2%

Rui Costa – 10,6%

Jaques Wagner -3,2%

João Roma -0,9%

Dra. Raíssa Soares -0,4%

Outros nomes citados -0,3%

O estudo foi realizado por meio de entrevistas pessoais por telefone, não robotizadas, e abrangeu 200 municípios da Bahia. Foram entrevistados 2002 eleitores entre os dias 24 e 28 de novembro.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...