Suzane, Anna Jatobá e Elize Matsunaga deixam presídio em saidinha temporária e devem retornar na próxima segunda-feira (20)

Uma notícia tem gerado muitos debates nas redes sociais nesta terça-feira (14). O Poder Judiciário autorizou Suzane Von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga a deixarem a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, SP, em razão do benefício da ‘saidinha temporária’. As mulheres deixaram o presídio quase que ao mesmo tempo nesta terça-feira, e devem retornar à unidade prisional na próxima segunda-feira (20).

Suzane cumpre pena por tirar a vida dos pais em 2002. Já Anna Carolina pela morte da enteada Isabella Nardoni em 2008. Elize Matsunaga está presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga em 2012.Elize exibiu um cartaz com uma mensagem para a filha antes de deixar o presídio e entrar em um táxi: ‘Te amarei além da vida’. A menina vive sob a tutela dos avós paternos e não tem contato com a mãe. As detentas deixaram o presídio usando máscaras de proteção contra o coronavírus.

O benefício da ‘saidinha temporária’ é dado a presos que tenham bom comportamento e que já cumpriram uma parte da pena e fazem parte do regime semiaberto. As detentas ainda deverão se beneficiar com uma saidinha temporária que acontecerá entre o natal e ano novo, conforme calendário estabelecido pela justiça.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Suzane Von Richthofen deixa a penitenciária e fica em liberdade temporária até o próximo dia 24 de maio

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (18). Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos por matar os pais em 2002, fez uso do benefício de liberdade temporária e deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, na manhã desta terça-feira (18). De acordo com informações, Suzane ficará em liberdade até o dia 24 de maio.

Os detentos do regime semiaberto fizeram uso deste benefício pela primeira vez neste ano. O benefício que seria concedido na época da Páscoa, precisou ser adiado por conta do agravamento da pandemia de Covid-19. Suzane deixou a penitenciária feminina por volta de 8h25 junto com outras detentas beneficiadas também pela liberdade temporária. Todas as detentas usavam máscaras de proteção e Suzane correu para deixar o local ao lado de outra detenta. Mas não é só isso…

Desde outubro de 2015 Suzane Von Richthofen conseguiu a progressão do regime fechado para o semiaberto e em outubro de 2016 ela fez uso da liberdade temporária no período da Páscoa. Em 2019 ela não teve direito ao benefício em razão de ter sido flagrada em uma festa de casamento em Taubaté, quando estava em liberdade por conta da saída temporária de Natal. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), concedeu em abril do mesmo ano o direito da detenta usufruir ao benefício.

O benefício da liberdade temporária é dado aos detentos que cumprem pena no regime semiaberto em algumas datas como por exemplo, dia das mães e festividades de fim de ano. Os detentos do semiaberto podem ficar em liberdade 35 dias por ano.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: reprodução/TV Vanguarda

Ver completo...