‘Fiquei arrasada’, diz mãe de Lázaro Barbosa ao confirmar que chacareiro conhecia o seu filho

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (26). A mãe do serial killer Lázaro Barbosa, 32 anos, disse em entrevista que o filho conhecia o proprietário da chácara preso pela polícia acusado de possibilitar e acobertar à fuga do suspeito. A polícia prendeu nessa quinta-feira (24), Elmi Caetano Evangelista, 74 anos, e o caseiro Alain Reis de Santana, 33 anos, acusados de acobertar o criminoso.

Fiquei arrasada com a prisão do seu Elmi. Ele fez isso [deu cobertura a Lázaro] porque é ser humano. Seu Elmi não tem o coração do Satanás; o coração dele é do Senhor”, contou Eva, que se mudou para a cidade de Barra do Mendes, na Bahia, depois do caso ter tanta repercussão na imprensa. A mãe de Lázaro faz um apelo para que ele se entregue e afirma que isso só não aconteceu ainda porque o filho tem receio de ser morto.

Nas cartas que ele deixou, ele fala que não se entrega porque a polícia só quer matar. Como mãe, falo pra ele se entregar e não fazer mais nada com ninguém. Pense em seus filhos, eles precisam de você e te amam.”

A mãe de Lázaro também acredita que o filho não conseguiria cometer a chacina no Incra 9, em Ceilândia, sozinho.“A polícia tem que parar de pensar assim, porque ele [Lázaro] diz que não fez a chacina sozinho, ficam atrás dele e os outros ficam aprontando”, contou, sem entretanto dizer quem são os demais envolvidos na chacina.

O caseiro Alain disse em seu depoimento à polícia que Lázaro estava na propriedade e fazia as refeições diariamente com a permissão de Elmi. Disse ainda que a mãe do fugitivo havia trabalhado como caseira para Elmi, na ocasião em que Lázaro estava na cadeia. Alain informou que Elmi ajudava financeiramente a família de Lazaro..

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Mulher e sogra de Lázaro Barbosa procuram advogado e tentam negociar possível rendição do fugitivo

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (25). A força-tarefa encarregada das buscas ao fugitivo Lázaro Barbosa entra no 16º dia de trabalho em Goiás. Os agentes ampliaram o cerco e contam com a ajuda de drones capazes de enxergar no escuro e rádios de longo alcance capazes de possibilitar comunicação em meio ao serrado da região.

De acordo com informações, a mulher e a sogra do serial killer Lázaro Barbosa teriam procurado advogados e contactado a Secretaria de Segurança Pública com o intuito de ter uma negociação para que o fugitivo pudesse se render e evitar um possível confronto com risco a integridade física dele.

Segundo informações, Lázaro Barbosa tentou invadir uma chácara mas foi impedido a tiros pelo dono do imóvel e este fato teria motivado a família do fugitivo a procurar as autoridades com receio de que o pior viesse a acontecer.

Além das buscas na mata, os policiais fazem barreiras nas estradas e montam bloqueios com o objetivo de localizar o homem que tem aterrorizado os moradores da região. O criminoso sabe como sobreviver na mata e tem invadido vários imóveis e feito reféns na localidade. De acordo com informações, Lázaro usou um celular para se comunicar com a família.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...