Bruno Covas é sepultado em Santos com cerimônia reservada a família e amigos próximos

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (16). O corpo de Bruno Covas, ex-prefeito de São Paulo, foi sepultado no final da tarde deste domingo na cidade de Santos, São Paulo, sua cidade natal. Bruno Covas faleceu aos 41 anos, vítima de câncer, neste domingo (16).

O corpo do ex-prefeito foi levado de São Paulo até Santos em um veículo do serviço funerário. Bruno Covas foi sepultado no jazigo da família, no Cemitério Paquetá, local onde também está sepultado o corpo do ex-governador Mário Covas, avô do ex-prefeito de São Paulo. O sepultamento aconteceu em cerimônia reservada à família e amigos e começou às 17h50 com duração de 30 minutos.

A Baixada Santista decretou luto oficial de três dias em homenagem ao ex-prefeito.“Bruno nos deixa o exemplo de superação, de admirável espírito público e de amor à vida e às pessoas”, disse o prefeito Rogério Santos (PSDB). Mas não é só isso…

O corpo do ex-prefeito recebeu aplausos e homenagens ao percorrer em cortejo algumas das principais ruas de São Paulo. Bruno Covas é o primeiro prefeito da capital a falecer em pleno mandato. O vice-prefeito Ricardo Nunes (MDB) estava temporariamente à frente da prefeitura de São Paulo e agora com a morte de Bruno Covas assume o cargo definitivamente.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Idosa é sepultada em lugar de outra após troca de corpos em hospital da zona norte de SP

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (8).Nessa última quarta-feira (5), em São Paulo, uma idosa de 91 anos foi sepultada por equívoco em lugar de outra mulher que faleceu vítima de Covid-19. O incidente aconteceu no Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, zona norte, e foi confirmado por Antonio Soares da Silva, 66 anos e filho da idosa, que até o momento não conseguiu ter acesso ao corpo da sua mãe.

A mãe de Antonio, Ignácia Silva, faleceu nessa quarta-feira (5), no hospital municipal de Pirituba. Antonio Soares foi até a unidade de Saúde no dia (6) para fazer o reconhecimento do corpo e disse que recebeu a informação que os funcionários não estavam encontrando o corpo de Ignácia. Depois de algumas horas Antonio foi levado ao necrotério do hospital e identificou o corpo de sua mãe ao ver os cabelos brancos e assinou documento comprovando a verificação.

A família já estava no cemitério quando foi avisada que aquele era o corpo errado e constatou que de fato se tratava de outra pessoa. Na realidade o corpo era de uma idosa de 88 anos que tinha sido vítima de Covid-19 e Ignácia supostamente teria sido enterrada na quarta-feira (5). A família de Ignácia registrou boletim de ocorrência no 46º DP.

A Secretaria de Segurança Pública emitiu uma nota que diz.  “após realizar as oitivas com os familiares das duas vítimas e com representantes do hospital e do serviço funerário, a autoridade policial do 46º DP registrou o caso como não criminal e orientou as partes sobre as medidas judiciais cabíveis”.

O funcionário do serviço funerário contou que como se passaram mais de 24 horas do sepultamento de Ignácia no nome de Idalina, não é permitido retirar os corpos para fazer o reconhecimento.”Muito provavelmente foi minha mãe que foi enterrada, mas eu não posso afirmar nada, se a minha mãe foi trocada, se não foi… Eu estou considerando minha mãe como desaparecida”, comenta Antonio, que não pode ter acesso ao corpo de Ignália.

De acordo com informações, a família de Ignália pretende acionar a justiça para fazer a exumação do corpo.”Está sendo muito triste. Eu não queria estar fazendo nada disso, mas faço porque muitas famílias vão se ver no meu caso”, disse Antonio. A família da outra idosa ainda não se manifestou.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS),considerou o caso como inadmissível e afastou o funcionário envolvido no incidente.”Uma sindicância já foi instaurada para apurar os fatos. A direção da unidade já reforçou as orientações para a tripla checagem, que é o protocolo instituído em todas as unidades hospitalares da capital”, diz a nota.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto:Reprodução/Google Street View

Ver completo...

Vítimas do atentado a creche em Saudades são veladas em cerimônia que reúne familiares e amigos

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (5).As vítimas do atentado à escola infantil Pró-infância Aquarela, em Saudades, SC, foram veladas em cerimônia que se iniciou por volta das 23h dessa terça-feira (4), no Parque de exposições Theobaldo Hermes, local onde funciona o ginásio da cidade.

Os corpos das cinco vítimas do atentado que chocou a população chegaram ao local por volta de 3h e às 4h da madrugada desta quarta-feira (5), familiares e amigos fizeram uma singela celebração. Uma missa de corpo presente começou no local às 9h. Mas não é só isso…

De acordo com informações divulgadas pela prefeitura, o sepultamento das vítimas ocorrerá logo após a cerimônia. Os corpos serão encaminhados do ginásio até o Cemitério Municipal de Saudades.

Em nota a governadora do estado, Daniela Reinehr, decretou luto oficial de três dias.”Manifesto profunda tristeza e presto minha solidariedade. Determinei que o Governo dê todo o amparo necessário às famílias”, disse a governadora nas redes sociais.

De acordo com o prefeito da cidade, Maciel Schneider, todas as aulas foram canceladas nesta semana.“É um momento muito triste na nossa pequena cidade. Colocamos todas nossas equipes para dar esse apoio, decretamos luto oficial, cancelamos todas as aulas essa semana. Colocamos nossas equipes de saúde [à disposição], psicólogos estão acompanhando as famílias”,contou.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Mateus Castro/ NSC TV

Ver completo...