Gusttavo Lima é acusado por empresa de aplicar calote de quase R$ 70 mil

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (21). O cantor Gusttavo Lima é acusado por uma empresa de automação chamada GR de aplicar um calote de quase R$ 70 mil, hipótese que em um primeiro momento parece improvável por conta de todo patrimônio que o artista possui. A empresa citada resolveu acionar à justiça para que o débito seja quitado.

O valor citado é referente a aquisição e instalação de equipamentos personalizados que teriam sido feitos na casa de Gusttavo Lima, localizada em Goiânia, segundo informações de Fábia Oliveira, do site Em Off. Apesar da notificação extrajudicial, o pagamento de R$ 68.670,33 não teria sido pago.

Segundo informações, a empresa acionou a Justiça de Goiás para que o valor seja quitado. A juíza Raquel Rocha Lemos, da 23ª Vara Cível de Goiânia, citou recentemente o cantor Gusttavo Lima e a Balada Eventos, que também foi acionada, para quitar a quantia mencionada em 15 dias ou então apresentar embargos.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Polícia prende mulher que inventou próprio sequestro e usou filho para pedir R$ 70 mil de resgate ao marido

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (22). Foi presa em flagrante, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, uma mulher acusada de forjar o próprio sequestro e do filho de 3 anos, com o objetivo de pedir resgate ao marido. Raimunda Souza, 43 anos, saiu de casa com o filho e disse que ia levar a criança em uma consulta médica. Algumas horas depois enviou mensagens para o marido dizendo que havia sido sequestrada e que era exigido pelos criminosos a quantia de R$ 70 mil para que fossem libertados.

A mulher colocou a criança chorando ao telefone para dar credibilidade ao falso sequestro. Após ter entrado em contato com a Delegacia Antissequestro (DAS), o marido descobriu que a história da consulta médica era falsa e que na realidade mãe e filho estavam dentro de um shopping.

Nós fizemos as diligências dentro do shopping e, por volta das 18h, nós a encontramos com a criança na praça de alimentação. Sem nenhum tipo de sequestro, sem estar ameaçada. Ela estava tranquilamente sentada com a criança”, contou o delegado Cláudio Góis, responsável pelas investigações.

Já na delegacia, a mulher confessou o crime.“Nós a conduzimos até a delegacia e ela relatou que estava devendo dinheiro, tinha uma dívida muito grande em cartão de crédito, estava devendo a agiotas e teve a ideia de usar ela e o filho para tirar o dinheiro do marido e quitar a dívida”, disse o delegado. Após ter sido presa, Raimunda foi liberada e responderá pelo crime de extorsão.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...