Após Ivete Sangalo provocar Bolsonaro, Mario Frias chama a cantora de “animadora de militante esquerdista”

A declaração feita pelo secretário especial de Cultura do Governo Federal, Mario Frias, tem dado o que falar. O secretário repudiou a atitude da cantora Ivete Sangalo, que se juntou a uma parte de seus fãs e críticos do governo Bolsonaro, em um protesto feito durante um show da artista.

Mario Frias, ex-ator de Malhação e atual secretário do governo, usou o Twitter na última sexta-feira (31/12) para criticar a cantora baiana e os governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT). 

A rainha Ivete passou todos os anos de roubo generalizado petista, como meio de impor uma ideologia abominável, no mais absoluto silêncio. Hoje, presta-se ao ridículo papel de ser animadora de militante esquerdista, pois é escrava dos caprichos da elite artística arrogante”, escreveu Mario Frias, que saiu em defesa de Bolsonaro.

Em um show da artista que aconteceu em Natal, Rio Grande do Norte, na última quarta-feira (29/12), o público gritou “ei, Bolsonaro, vai tomar no c*!”. A cantora então provocou. “não ouvi… ‘tá’ baixinho”. Após esse momento Ivete falou: “[Ele] vai acabar escutando, de tão alto que foi”.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...