Agente de polícia suspeita de matar jovem com tiro fatal na cabeça é procurada pela Delegacia de Homicídios

A policial civil suspeita de tirar a vida da jovem Isadora Calheiros Gomes Pedrosa, de 25 anos, em Queimados, na Baixada Fluminense, está sendo procurada pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Desde que o crime foi cometido, a agente de polícia, de 38 anos, que trabalha na 55ª DP (Queimados), ainda não foi localizada. O advogado responsável pela defesa da policial fez a entrega da arma dela na delegacia de polícia.

O crime aconteceu na manhã da última sexta-feira (26), quando Isadora Calheiros foi morta com um tiro fatal na cabeça. A Polícia Militar informou que uma equipe do 24ºBPM (Queimados) foi deslocada para verificar a entrada de uma jovem vítima de disparo de arma de fogo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Queimados. Já no local, os agentes receberam a informação de que a mulher baleada chegou sem vida no atendimento. Isadora deixa uma filha pequena.

A vítima gostava de fazer publicações no seu perfil em uma rede social, onde compartilhava postagens sobre a filha, que necessita de cuidados especiais, sobre o seu trabalho e também sobre os seus cachorros.

O crime é investigado pela DHBF. Uma das hipóteses a ser analisada pela investigação é um possível desentendimento entre as duas mulheres que se iniciou por causa do marido da agente de polícia.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...