Península de Maraú: vamos conhecer?

Ver paisagens incríveis, curtir um sol magnífico sol do Nordeste, um mar cristalino, um litoral repleto de belas praias, gente bonita e um lugar aconchegante, tudo isso você encontra num só lugar, na Península de Maraú, o destino perfeito para quem quer tirar aquele folga no litoral da Bahia e curtir a maresia e a brisa do mar nesta região.O sol nasce, as águas pairam na areia, e o que se ouve é uma junção entre o som dos pássaros e as ondas do mar. Assim começa mais um dia em Barra Grande, no litoral da pequena cidade baiana, Maraú, localizada no litoral sul do estado.  A Península de Maraú é um lugar para ser visitado durante o ano todo, cheia de opções, a região litorânea agrega a Baía de Camamu, um arquipélago de pequenas ilhas e cidades próximas de bastante renome, como Ilhéus e Itacaré.

Localizada a 270 km ao Sul da capital Salvador. Se apresenta como uma região paradisíaca, requintada e muito calma. Para acessar a região, é necessário chegar a Barra Grande, no litoral da cidade, esta é talvez a principal região, serve como base de chegada para os visitantes vindos de toda a região litorânea. Esse trajeto é feito pela cidade e Baía Camamu, e dura aproximadamente uma hora de barco. Mas, para quem gosta de um desafio ou está fazendo a viagem em veículo terrestre, vai ser necessário alguns quilômetros de estrada, com condições difíceis, mas sim, ainda que seja via estrada vale muitíssimo a pena.

De clima tropical litorâneo, a região é constantemente quente, com médias anuais entre 25ºC e 27ºC, durante o ano, com chuvas ocasionais e pouco duradouras. O litoral é repleto por ilhas e praias limpas com faixas largas de areias, sempre bastante reservadas. Entre as ilhas mais famosas estão: Ilha da Pedra Furada, Ilha Grande, Ilha do Goió, Ilha do Sapinho. Entre as praias estão: Ponta do Mutá, Taipus de Fora, Lagoa Azul, Cassange, Saquaíra, Piracanga, do Algodão e do Pontal.

É também na vila de Barra Grande onde estão localizadas as principais barracas, restaurantes, cafés e hotéis da região. A vila é bastante simples, com ruas de barro misturadas a areia. O interessante da região, é que as pousadas e hotéis se misturam entre casas de moradores e nativos, é comum ver alguns passeios a charrete ou em pick up.

Há na região inúmeras possibilidades de passeio, além é claro, da possibilidade de conhecer a região, gastando pouco, caminhando ou até mesmo curtindo uma sombrinha, existem os passeio programados, a ideia é investir nos roteiros oferecidos pelas empresas de turismo, além de passeios de lancha, barcos, há possibilidade de fazer trajetos de quadriciclos e jipe, de atividades de mergulho próximo aos locais da região.

Gostou das dicas? Como vai programar a sua viagem? Conta para a gente nos comentários.

Ver completo...