Justiça mantém tutela do pai sobre ações comerciais e pessoais de Britney Spears

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (1). O pedido feito pela cantora Britney Spears, 39 anos, para retirar de seu pai a tutela que prevê o controle de assuntos comerciais e pessoais, foi indeferido por um Tribunal de Los Angeles, segundo informações da imprensa americana.

O recente apelo feito pela cantora para que fosse retirada a tutela, à qual ela chamou de ‘‘abusiva’’, implicou a nova decisão judicial que aconteceu de forma remota. A artista disse que havia sido medicada com o objetivo de controle dos seus comportamentos, proibida de tomar decisões pessoais, como por exemplo, a retirada de um (DIU), implante anticoncepcional, apesar de querer engravidar novamente. O pai da cantora pediu ao Tribunal para investigar tais acusações.

A decisão judicial anunciada nessa quarta-feira (30), tem ligação com o requerimento feito por um advogado da cantora para colocar como responsável pela tutela a empresa de gestão de fortunas ‘‘Bessemer Trust’’ e remover seu pai, Jamie Spears, de acordo com informações da CNN americana. A solicitação feita pelo advogado da artista foi indeferida pela juíza Brenda Penny.

A informação que Britney Spears havia sido impedida de retirar o DIU causou indignação nos fãs e organizações que defendem os direitos de reprodução. De acordo com o advogado da cantora, a sua aparição recente mostra em parte o que ela tem vivido e ressalta o desejo que tinha de falar ao tribunal. Mas não é só isso…

“Eu só quero minha vida de volta. Já se passaram 13 anos e é suficiente”, desabafou a cantora em uma fala de 20 minutos. Os assuntos pessoais e financeiros da artista são administrados em grande parte pelo seu pai, Jamie Spears, desde 2008, após Britney Spears ter uma crise nervosa em público. Em janeiro de 2019 Britney Spears anunciou a suspensão dos shows por tempo indeterminado e desde lá está sob tutela do pai, Jamie Spears. Mesmo estando sob a tutela, a artista lançou três álbuns além de ter participação em programas de TV.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Criança de 6 anos morta após agressões do pai tem os órgãos doados pela família

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (30). A morte de Elias Emanuel Martins Leite, 6 anos, deixou a população de Caratinga e Santa Bárbara do Leste, MG, indignada pela forma como aconteceu. O pai do menino Elias é acusado de agredi-lo com socos e chutes nesse domingo (27), e várias pancadas na cabeça foram a causa da morte de Elias. O delegado de Polícia Civil, Ivan Lopes Sales, disse que o pai do garoto, que tem 26 anos, está preso e a disposição da justiça acusado do crime de tortura qualificada.

Elias foi agredido com socos no rosto, levou uma rasteira e ao cair bateu com a cabeça. O menino foi agredido por não conseguir responder a tarefa da escola. Segundo informações, o pai de Elias tentou socorrer o filho mas não teve sucesso. Quando encaminhou o menino para a UPA de Caratinga, os médicos estranharam as lesões e acionaram a polícia. O pai do garoto revelou que havia agredido Elias em razão de estar bêbado. Elias precisou ser transferido para a UTI Infantil do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, falecendo nessa segunda-feira (28).

A família do pequeno Elias autorizou a doação dos órgãos e disse que esta é uma forma de salvar outras crianças. Nivaldo Fonseca, avô materno de Elias, disse que o pai do menino é um ‘‘monstro’’ em razão de ter desfigurado o rosto de Elias. Disse ainda que o pai já havia agredido Elias anteriormente e a avô materna o teria denunciado para o Conselho Tutelar de Santa Bárbara do Leste e de Caratinga. Nivaldo disse que Elias havia morado com os avós por um tempo, mas que o pai havia conseguido a guarda do filho novamente.

O Conselho Tutelar emitiu uma nota se pronunciando sobre o caso: Veja.

O Conselho Tutelar de Caratinga, órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelos direitos das crianças e adolescentes, definidos em Lei Federal nº 8069/90 do ECA, vem a público prestar esclarecimentos acerca de sua atuação no caso envolvendo a criança E.E.M que teve morte encefálica constatada em 28/06/2021, após ter sofrido agressões físicas por parte do genitor. Inicialmente, destacamos que no ano de 2020, após atuação do Conselho Tutelar, a criança foi entregue à avó materna, que se tornou sua guardiã legal em agosto de 2020.   Informamos ainda, que, em nenhum momento, o Conselho Tutelar atuou para devolver a criança ao pai, até porque, em se tratando de alteração de guarda, e havendo processo judicial em trâmite, apenas o Poder Judiciário possui competência para assim agir. Por fim, esclarecemos que, em abril do corrente ano, o Conselho Tutelar obteve a informação de que a vítima havia sido novamente entregue, pelos familiares, aos cuidados do pai, o que resultou na oitiva e advertência do responsável, conforme previsão no Estatuto da Criança e do Adolescente. O Conselho Tutelar, por meio de suas conselheiras, reitera o compromisso de atuar em prol das crianças e adolescentes de Caratinga, lamenta imensamente a tragédia envolvendo E.E.M e se solidariza com amigos e familiares, diante de tão grande perda.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘Um verdadeiro anjinho’, desabafa pai de criança morta no ataque à escola em SC

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (5). O atentado realizado por um jovem de 18 anos em uma escola de Saudades, em SC, deixou uma professora, uma agente educativa e três crianças mortas nessa terça-feira (4). O pai de Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses, se diz arrasado com a morte da filha: “Só existe um buraco em nossos peitos que nunca vai sarar”.

O pai da pequena Anna Bela, Leonardo Felipe Fernandes de Barros, lamentou a perda da filha e afirmou que ela era bastante carinhosa:“Ela é um verdadeiro anjinho. Uma de suas primeiras palavrinhas foi justamente ‘carinho’, porque ela adorava fazer em todos. Sempre estava correndo e sorrindo. Sempre fazia amizades onde estava”, afirmou em entrevista ao G1.

Por meio das redes sociais a família e amigos se manifestaram lamentando a morte de Anna Bela.“Meus sentimentos a vocês nesse momento de tamanha dor e sofrimento. Sintam-se fortemente abraçados”, comentou uma amiga da família de Anna Bela.

As vítimas do ataque serão veladas em cerimônia coletiva no Parque de Exposições Theobaldo Hermes, no ginásio de Saudades, em SC, onde será celebrada uma missa de corpo presente nesta quarta-feira (5) às 9h.

Um jovem de 18 anos entrou na creche na manhã dessa terça-feira (4), armado com um facão e esfaqueou duas professoras e três crianças. A primeira vítima foi a professora Keli Adriane Aniecevski e em seguida o jovem foi até a sala onde estava Mirla Renner, de 20 anos e agente educativa, e a matou. Outras três crianças que estavam no local também foram atingidas e vieram a óbito. De acordo com informações preliminares, todas as vítimas foram atingidas com pelo menos cinco golpes.

De acordo com as investigações, o autor do atentado tentou entrar em todas as salas da creche mas os professores e crianças se trancaram nas salas para escapar da morte. Uma criança sobrevivente de 1 ano e 8 meses continua internada em estado grave.

As vítimas do atentado são.

Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, professora

Mirla Amanda Renner Costa, de 20 anos, agente educacional na escola

Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses

Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses

Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses

O autor do atentado atacou a si próprio após matar as professoras e as crianças e está internado em estado grave. Na casa do assassino foi encontrado pela polícia R$ 11 mil e duas embalagens de facas novas. Ainda é desconhecido o motivo do atentado.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...