“Não quero ser abusada”, diz menina ao pedir ajuda contra caminhoneiro por meio de áudio

Após áudio gravado pedindo ajuda, uma adolescente de 13 anos foi resgatada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite da última sexta-feira (10), depois de ter sido abusada sexualmente por um caminhoneiro, em Goiás. Os agentes chegaram até o local onde a garota estava após ela enviar um áudio de WhatsApp pedindo socorro para uma amiga.

“Só sei que estou num caminhão de um homem que quer abusar de mim, entendeu? Ele está oferecendo dinheiro para mim. Eu estou em uma estrada deserta aqui com ele, entendeu?”, contou a adolescente em um trecho do áudio.

A menina havia fugido de um abrigo em São Paulo e pedia carona na estrada para tentar chegar a Rio Verde (GO). O objetivo era encontrar outra garota que ela havia conhecido pela internet. Um desses caroneiros foi o responsável por tentar abusar da menina, conforme a denúncia.

“Quando eu entrei dentro do coiso (caminhão), ele (caminhoneiro) falou “fia, daqui você não sai enquanto você não vender o seu corpo pra mim”. Meu, pelo amor de Deus, me ajuda! Por favor, eu não quero ser abusada de novo por uma pessoa que eu nunca vi na minha vida…”, disse a menina em outro trecho do áudio.

O agressor conseguiu levar a adolescente até um hotel, ao lado de um posto de gasolina, em Acreúna, cidade localizada a cerca de 80 quilômetros de Rio Verde. Nesse trajeto, a menina conseguiu pedir ajuda para a amiga, que acionou a PM, a PRF e o Conselho Tutelar.

Por volta das 23 horas, os agentes federais conseguiram encontrar o hotel onde a menina estava. Ao invadir o quarto, os policiais encontraram o homem sem roupas forçando carícias na garota, que estava enrolada em uma toalha e correu desesperada em direção aos policiais, segundo relatos da PRF.

A menina contou aos agentes que estava ali contra a sua vontade e que o objetivo era encontrar uma garota em Rio Verde, que conheceu pelas redes sociais. A adolescente percorreu mais de mil quilômetros pedindo carona pelas estradas.

A PRF prendeu o caminhoneiro em flagrante por estupro e cárcere privado e em seguida ele foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil, em Acreúna. A polícia não divulgou a identidade do suspeito. O conselho tutelar acompanha o caso, e a menina deve retornar para São Paulo.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...