Cinco acusados de ajudar o fugitivo Lázaro Barbosa são indiciados pela polícia

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (29). A Polícia Civil de Goiás indiciou cinco pessoas acusadas de acobertar o fugitivo Lázaro Barbosa, 32 anos, morto em confronto com a polícia no dia 28 de junho, após 20 dias em fuga na região de Cocalzinho de Goiás. Segundo a polícia, os indiciados são o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, um caseiro e a viúva de Lázaro, além da ex-mulher e da ex-sogra do fugitivo.

De acordo com as investigações, os cinco “prestaram auxílio para que ele não fosse capturado pelas forças policiais, tanto prestando informações, dando guarita – inclusive alimentação, levando ele para esconderijos e, sobretudo, iriam propiciar a fuga definitiva dele, que foi impedida pela captura”, disse o delegado Cléber Martins, titular da 17ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Goiás.

Está sendo avaliado pela polícia o pedido de sequestro da propriedade rural de um dos indiciados para amortizar os custos com a operação policial.“Nós estamos estudando para que, com a futura venda dessa propriedade, possamos amortizar o gasto feito para a captura dele, visto que, ao escondê-lo lá, ele atrasou em pelo menos uma semana a operação”, comentou Rodney Miranda, secretário de Segurança Pública de Goiás. Foram 13 inquéritos policiais instaurados e concluídos que estão sob a égide do poder judiciário.

Segundo o delegado Cléber Martins, a participação de outras pessoas ainda está sendo apurada.”Nada impede que, surgindo provas, sejam instaurados devidos procedimentos”, contou.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...

Justiça concede liberdade a fazendeiro acusado de ajudar Lázaro Barbosa e o obriga a usar tornozeleira eletrônica

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (17). Foi solto do presídio no qual estava preso em Águas Lindas de Goiás, nessa sexta-feira (16), o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, 73 anos, acusado de ajudar o fugitivo Lázaro Barbosa em fuga pela mata. Elmi responde na justiça por posse de armas e favorecimento pessoal no caso de Lázaro Barbosa, que foi morto em confronto com a polícia no dia 28 de junho após 20 dias de fuga sendo procurado por ter assassinado uma família em Ceilândia.

Houve a determinação feita pela justiça, como condição para que Elmi tivesse a prisão revogada, a obrigação do uso da tornozeleira eletrônica, além da observância de outras medidas estabelecidas pela justiça, como não sair de casa durante a noite. Elmi foi preso no dia 24 de junho. O caseiro que prestava serviços na propriedade, disse a polícia que Elmi estava ajudando Lázaro com hospedagem e comida. O caseiro chegou a ser preso, porém o processo contra ele deve ser arquivado pela justiça.

Em posse do fazendeiro no momento da prisão, a polícia encontrou duas armas que foram apreendidas. Laudo posterior apontou que ambas não estavam disparando. De acordo com a força-tarefa, Elmi teria proibido os policiais de entrarem em sua propriedade, impedindo os trabalhos de busca ao fugitivo. A defesa do fazendeiro alegou que a prisão não era mais necessária diante da conclusão do inquérito e com o resultado do laudo que aponta que as armas apreendidas não disparavam. A defesa ainda alegou a idade avançada do réu e os problemas de saúde que enfrenta. A justiça acatou as alegações feitas pela defesa do fazendeiro.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...

Laudo aponta Lázaro Barbosa como autor de estupro cometido em abril de 2021

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (3). Exame genético realizado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), apontou o serial killer Lázaro Barbosa como o responsável pelo estupro de uma mulher, no Setor Habitacional Sol Nascente no dia do aniversário dela. Nessa sexta-feira (2), o laudo conclusivo ficou pronto.

A delegada-chefe da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam 2), em Ceilândia, contou: “Tivemos a confirmação de que Lázaro foi o autor também desse crime, assim como o da família Vidal, brutalmente assassinada no dia 9 de junho”, contou Romana.

Chegamos à conclusão através de provas objetivas. As impressões digitais de Lázaro foram encontradas no local, através do Instituto de Identificação (II), e também através do material genético. Nós tínhamos o material genético dele no Instituto de Pesquisa e DNA Forense (IPDNA), por um crime que ele havia sido condenado em 2009, e confrontamos com o material encontrado na atual vítima. Com isso, foi possível confirmar com 100% de certeza que Lázaro Barbosa é o autor do estupro violento no Sol Nascente, em abril deste ano”, comentou. Entenda…

Lázaro Barbosa observou uma mulher que seria violentada após assalto a uma chácara, na região do Sol Nascente. Lázaro estuprou a mulher no dia 26 de abril deste ano, dia em que ela fez aniversário. A violência contra a jovem foi a conclusão pensada por Lázaro para o roubo à chácara onde a vítima residia com o marido e filho. Os cachorros da chácara alertaram sobre a presença de estranho no local. Ao ver o nervosismo dos cachorros a mulher que estava deitada, foi checar o que acontecia. O criminoso apareceu armado na janela e mandou a mulher abrir a porta.

A mulher correu pra sala, mas o criminoso conseguiu arrombar a porta e fez a família refém. Durante todo o roubo Lázaro usou máscara e óculos escuros. Depois de vasculhar a residência, o criminoso trancou o marido e o filho da mulher e a levou. A vítima caminhou em direção a mata sob a mira de uma arma. O criminoso a obrigou a se despir e forrar o chão com as vestes. À polícia, a mulher disse que o criminoso demorou a ejacular e que ele teria dito que não sabia porque isto aconteceu, pois a achava ‘‘muito gostosa.’’Mas não é só isso…

Durante a violência Lázaro teria se descuidado e abaixou a máscara. De acordo com a mulher, o criminoso passou a arma pelos seios, rosto e regiões íntimas dela. A vítima ainda disse que Lázaro estava transtornado e falou que frequentava a igreja, que era músico, mas teria ficado ‘‘louco.’’

A mulher informou que o criminoso ficou na casa por cerca de uma hora e que o estupro durou cerca de 40 minutos. A vítima ainda disse que Lázaro usou seu vestido para limpar as partes íntimas dele e dela. Com este detalhe a polícia apreendeu as vestes da mulher.

Lázaro Barbosa morreu em confronto com a polícia atingido por 39 tiros. Esteve em fuga por 20 dias e foi mobilizada uma força-tarefa composta por mais de 270 homens que se revezavam nas buscas. Foi localizado quando saía da casa da ex-sogra, em Águas Lindas de Goiás (GO), entrou em confronto e foi atingido por agentes das forças de segurança.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...

Corpo de Lázaro é retirado do IML por advogados da família

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (1). Os advogados da família de Lázaro Barbosa, estiveram nesta quarta-feira (30) no IML de Goiânia para fazer a retirada do corpo do fugitivo que foi morto com pelo menos 38 tiros em confronto com a polícia. Lázaro foi localizado nessa segunda-feira (28), no município de Águas Lindas de Goiás. Segundo informações, o corpo de Lázaro estava liberado há dois dias, mas a família temia por retirá-lo, ao imaginar retaliações.

O corpo de Lázaro foi levado do IML por um carro funerário de Brasília e os advogados não informaram o local onde o corpo de Lázaro será sepultado. Mas não é só isso…

Após ter sido acusado de matar quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, região administrativa do DF, Lázaro foi localizado e morto em confronto com a polícia. O fugitivo estava há 20 dias escapando do cerco montado para prendê-lo e foi mobilizado cerca de 270 homens que se revezavam nas ações desenvolvidas.

As investigações continuam no sentido de encontrar pessoas que tiveram interesse na fuga de Lázaro. A Polícia Civil indiciou um fazendeiro de 74 anos suspeito de ter dado apoio ao fugitivo em sua propriedade oferecendo refeições e hospedagem.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘A dor é cada dia pior’, desabafa a mãe de Lázaro que não acompanhará o enterro do filho

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (30). Eva Maria de Souza, 51 anos e mãe de Lázaro Barbosa, afirmou ao portal Metrópoles que não tem condições psicológicas de acompanhar o enterro do filho. Eva, que mora em Barra do Mendes, cidade localizada a 540 km de Salvador, disse que está muito abalada e sem condições emocionais de viajar para acompanhar o sepultamento do filho.‘‘A dor é cada dia pior’’, desabafou.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, GO, o corpo de Lázaro Barbosa já está liberado, porém a retirada é feita exclusivamente por um parente de primeiro grau. Mas não é só isso…

Zilda Maria de Souza, tia de Lázaro, informou que o advogado Wesley Lacerda está cuidando dos trâmites burocráticos. O advogado disse à reportagem que tem auxiliado à família neste momento difícil por caridade.“Optaram por fazer uma cerimônia fechada e somente para familiares. A data e o local não serão divulgados”, disse o advogado.

Lázaro Barbosa morreu após entrar em confronto com as forças de segurança que estavam há 20 dias tentando capturá-lo. Foi mobilizada uma força-tarefa composta por mais de 270 homens que se revezavam naquela região fazendo bloqueios nas estradas e buscas na mata tentando localizar o fugitivo. Nessa segunda-feira (28), Lázaro foi localizado e entrou em confronto com a polícia numa região de Águas Lindas, GO. Após a troca de tiros o fugitivo foi atingido, chegou a receber atendimento, mas veio a óbito momentos depois.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Esposa de Lázaro Barbosa diz que o marido estava desesperado e fez contato por meio do celular da ex

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (29). A esposa de Lázaro Barbosa, Helen, afirmou em entrevista a TV Record, que havia recebido áudios do marido. De acordo com Helen, Lázaro teria se comunicado por meio do celular da ex-companheira dele, Luana, suspeita de colaborar com o fugitivo e ter ganho R$ 300.

Existe a confirmação que Lázaro Barbosa esteve na casa da ex-mulher no dia anterior ao do confronto com os policiais, fato que foi confirmado por Luana e Helen. De acordo com Luana, Lázaro esteve em sua casa, pediu seu celular e se comunicou com a atual esposa. Helen contou que foi um susto notar as mensagens de Lázaro.”Oi, oi, oi, é eu”, escreveu Lázaro.

‘‘Respondi ‘oi’ e ele falou: ‘Olha, a polícia tá botando um monte de crime no meu nome dizendo que foi eu que fiz, e não foi. Estão botando um monte de crime nas minhas costas. Estou desesperado porque estão prendendo um monte de gente que não tem nada a ver comigo, que não me ajudou.’’

Na sequência Helen disse que pediu a Lázaro para se entregar à polícia e ele disse que não iria fazer isso.”‘Moço, pelo amor de Deus, se entrega. Tem advogado, tem defensor público. Eles não vão te matar’, e ele disse que não ia se entregar”, ressalta. Segundo Helen a filha de Lázaro sentia saudades do pai e pedia pelo seu retorno.”Ele me pediu para levar a criança até ele, e eu disse: ‘Você tá louco?'”, questionou ela. Helen disse que apagou a conversa para não comprometer Luana.

Luana conta que ficou surpresa com a chegada de Lázaro em sua casa. O fugitivo foi filmado por câmeras de segurança próximo ao local, em Águas Lindas de Goiás.”Ele me pegou de surpresa, jamais pensei que viria atrás de mim. Eu não tenho o número dele, não tenho o telefone dele, nunca conversei com ele durante a caçada”, contou. Mas não é só isso…

Com relação a morte de Cláudio Vidal de Oliveira, de 48 anos, Carlos Eduardo Marques Vidal, de 15, Gustavo Marques Vidal, de 21, e Cleonice Marques, de 43, o fugitivo disse que foi o responsável e explicou o motivo.”Ele me falou que essa catástrofe que aconteceu na vida dele foi real, disse que quando chegou lá as pessoas já vieram com a arma para cima dele. Ele disse que tinha matado mesmo, pelo simples fato de terem recebido ele de má forma”, afirmou Luana.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse em entrevista que o fugitivo Lázaro Barbosa não agiu sozinho e que as investigações iriam continuar para apurar o envolvimento de outras pessoas que tinham interesse na fuga de Lázaro.”Ele era informado do deslocamento da polícia. Não era uma pessoa, como se pensava, que estivesse sozinho, sem proteção nenhuma na mata. Está bem claro para nós, estão avançando as investigações para saber a quem interessava manter esse contato e por que ficaram escondendo o Lázaro e facilitando a fuga”, concluiu Caiado.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Após captura de Lázaro Barbosa repórter da Globo é vista dançando ao vivo

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (29). Nos momentos em que era noticiado a prisão do fugitivo da justiça Lázaro Barbosa na manhã dessa segunda-feira (28), a repórter Giovanna Dourado da TV Globo foi vista dançando ao fundo na transmissão feita pela Record TV sobre o fugitivo.

Giovanna esteve em transmissão ao vivo exibida no programa ‘Mais Você’ (Globo), para comunicar a captura de Lázaro Barbosa. Naquela ocasião ainda não havia sido divulgado oficialmente a morte do foragido. Diante da dança da jornalista, houve muitos comentários nas redes sociais.

O gesto de Giovanna foi reconhecido por muitas pessoas como um desabafo, uma atitude para lavar a alma e celebrar o fim dos trabalhos. O fugitivo era acusado de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, além de outros crimes. Mas não é só isso…

“O repórter anunciando a captura do Lázaro e a mulher lá atrás comemorando representa muito o brasileiro”, comentou um perfil. “O Brasil hoje está só repórter da Globo no fundo comemorando a prisão do Lázaro!”, disse outro.

Cauê Fabiano, do ‘Mais Você’ criticou o final do caso com a morte do fugitivo.”Lázaro era um assassino. Um criminoso da pior espécie. Deveria passar o resto de seus dias preso. Mas também deveria ter sido capturado, para que entregasse todos os outros criminosos com os quais se relacionou, e que o ajudaram”, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘Não era lobo solitário’, diz Caiado ao afirmar que quadrilha tinha interesse em manter Lázaro escondido

Uma notícia tem circulado nas redes sociais nesta segunda-feira (28). O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou logo após a morte de Lázaro Barbosa que as investigações continuam para prender uma quadrilha que segundo ele tinha “interesse em manter o psicopata sob seu comando”. A revelação foi dada pelo governador a rede Record, em entrevista concedida nesta segunda-feira.

‘‘Agora, Além de Lázaro, estamos desbaratando uma grande quadrilha que tinha interesse em manter esse psicopata sob o seu comando para fazer o terrorismo na região’’, disse o governador Caiado.

O governador ressaltou que Lázaro não agiu como ‘lobo solitário’, mas outras pessoas estavam apoiando o criminoso.“Ele estava muito bem alimentado, tinha condições de passar a noite em alguns locais, era muito bem informado, tinha telefone celular com bateria recarregada. Tudo isso mais os R$ 4,4 mil em seu bolso mostram que toda uma estratégia estava sendo montada para tirá-lo do cerco e levá-lo para outro lugar do país”, afirmou.

Com o fim das buscas a Lázaro, o governador disse que começa um trabalho de investigação policial para descobrir a quem de fato interessava a fuga de Lázaro, que segundo Caiado era usado quase como ‘‘pistoleiro profissional.’’

Ronaldo Caiado afirmou que o major Edison, responsável pela operação que possibilitou a captura de Lázaro disse que a troca de tiros foi iniciada pelo fugitivo. Lázaro ainda recebeu atendimento e foi encaminhado a hospital mas não resistiu aos ferimentos. Mas não é só isso…

“O major Edison me relatou que, tão logo se aproximaram dele [Lázaro], ele tinha a visão de todos os policiais e quem iniciou o tiroteio foi exatamente ele [Lázaro], que tinha uma pistola .380. E aí foi revidado pela equipe comandada pelo major Edison – tenho quase certeza de que eram, no total, cinco policiais”, contou o governador.

Lázaro Barbosa foi morto em confronto com a polícia, após supostamente ter ido encontrar o filho na casa da ex-sogra. Na saída entrou em confronto com as forças de segurança e foi atingido após troca de tiros.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘Atuava como jagunço e segurança’, diz secretário de Segurança ao afirmar que continuam as investigações sobre envolvidos no caso Lázaro

Uma notícia tem sido destaque em todas as redes sociais nesta segunda-feira (28).As investigações não acabam aqui. Ainda temos pessoas para investigar e prender. Agora, sai a força intensiva e fica o trabalho investigativo. Vamos até descobrir todos os envolvidos”, afirmou Rodney Miranda, secretário de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO).

O secretário de Segurança disse em entrevista concedida nesta segunda-feira (28) que o fugitivo Lázaro Barbosa, morto após confronto com as forças de segurança, não atuava sozinho, mas contava com pessoas que o apoiavam: “Temos informações que ele atuava como jagunço e segurança de algumas pessoas. A questão dele querer fugir, patrocinado, logicamente, mostra que ele tinha uma rede que lhe acobertava com gente não interessada na prisão dele.”

Ele foi encontrado com 4,4 mil no bolso. Mais uma prova de que tem gente acobertando ele e dificultando o trabalho das forças policiais”, disse o secretário. Informou também que a ex-mulher e a ex-sogra de Lázaro foram ouvidas. “Se ficar constatado que queriam facilitar, vão ser indiciadas e até presas.” Mas não é só isso…

Miranda disse que o fazendeiro Elmi Caetano, 74 anos, preso pela polícia recentemente, seria uma das pessoas interessadas na fuga de Lázaro e agiu para esconder o fugitivo. De acordo com o secretário, mais de 30 crimes estão relacionados a Lázaro entre o DF, Bahia e Goiás.

O fugitivo foi morto em confronto com a polícia na manhã desta segunda-feira (28), após 20 dias de fuga. Informações preliminares apontam que Lázaro teria ido encontrar o filho na casa da ex-sogra e na saída entrou em confronto com as forças de segurança e veio a ser atingido na troca de tiros. Lázaro ainda chegou a receber atendimento mas não resistiu aos ferimentos.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

“Eu vou morrer, mas vou levar vocês”, disse Lázaro antes de morrer em confronto com a polícia

Policiais do Grupo Tático Ambiental contaram que Lázaro Barbosa (foto em destaque), 32 anos, teria trocado tiros quando foi localizado por um helicóptero da operação, nesta segunda-feira (28/6), na região de Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF. “Eu vou morrer, mas vou levar vocês”, teria dito Lázaro antes do tiroteio, segundo informações do portal Metrópoles.

A troca de tiros teria sido contra policiais que estavam no helicóptero. Após Lázaro Barbosa ser morto durante confronto com as forças policiais, na manhã desta segunda-feira, a população do distrito de Girassol, no município de Cocalzinho de Goiás, recebeu a notícia com muito alívio e alegria.

Os policiais que participaram da caçada ao criminoso durante 20 dias foram aplaudidos na base da força-tarefa. As pessoas ainda soltaram fogos em comemoração ao término das buscas ao foragido.

Estamos felizes demais. Eram 20 dias de angústia. Sem dormir. Preocupados. Eles são guerreiros. Merecem todo o nosso apoio pela dedicação. Agora é hora de comemorar”, disse Larissa Alves, 34, moradora da região.

Gostaríamos que ele fosse pego vivo. Ele precisava esclarecer os outros crimes. De qualquer forma, estamos aliviados. Esperávamos que fosse capturado o mais rápido possível. Estávamos acuados. Agora teve desfecho”, Cristiane Soares, 39, comerciante da região.

Durante a madrugada desta segunda, câmeras de segurança flagraram Lázaro andando por uma rua perto da casa da ex-sogra, em Águas Lindas. Nas primeiras horas da manhã, agentes cercaram o local. Após a mobilização de cães farejadores e helicópteros, o psicopata foi localizado, mas não se rendeu e abriu fogo contra a guarnição, que revidou.

Lázaro é suspeito de matar Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43, esposa de Cláudio e mãe das outras vítimas. O crime ocorreu na madrugada de 9 de junho, no Incra 9, em Ceilândia.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...