Justiça condena filhos de Flordelis pela morte do pastor Anderson do Carmo

Uma notícia é manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (24). A Justiça condenou dois filhos da ex-deputada federal Flordelis, juntos, a mais de 35 anos de prisão. Os filhos de Flordelis respondiam pela morte do pastor Anderson do Carmo, que ocorreu em junho de 2019.

O julgamento, que foi presidido pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, aconteceu nessa terça-feira (23), no Fórum da cidade. A sessão teve início na tarde dessa terça-feira, e a sentença foi proferida por volta das 5h45 desta quarta-feira (24).

Flávio dos Santos Rodrigues, que estava sendo acusado de atirar no pastor Anderson, foi condenado pela Justiça a 33 anos e dois meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, porte ilegal de arma, uso de documento ilegal e associação criminosa armada.

Lucas Cézar dos Santos Souza, que era acusado de ser o comprador da arma que foi utilizada no assassinato, foi condenado pela Justiça a sete anos e meio de prisão por homicídio triplamente qualificado. Por ter colaborado com as investigações, a pena de Lucas foi reduzida.

No total, oito pessoas prestaram depoimento, e os réus foram interrogados em 15 horas de julgamento. Durante seu interrogatório na noite de terça-feira, Lucas afirmou que Flávio desejava acabar com o sofrimento da mãe, segundo informou o portal G1. Lucas ainda revelou que Flávio teria contado sobre a sua intenção cerca de um mês antes do crime. Mas não é só isso…

Nesta conversa, Flávio teria falado que a mãe estaria sofrendo por causa de “trâmites” do pastor Anderson do Carmo em Brasília. Lucas disse no interrogatório que não sabia que a pistola Bersa 9 milímetros, que havia comprado, seria usada para matar o pastor Anderson.

O pastor Anderson do Carmo foi morto a tiros em 2019. A ex-deputada Flordelis é acusada pela Justiça de ser a mandante do assassinato. Flordelis foi presa um dia após ter perdido o mandato parlamentar na Câmara dos Deputados e ter sido expulsa do PSD, e segue em prisão desde o dia 13 de agosto. A ex-parlamentar está presa no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Advogados de DJ Ivis afirmam em habeas corpus que prisão do músico foi motivada por ‘interesses políticos e midiáticos’

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (20). A defesa do músico e compositor DJ Ivis, preso preventivamente após ter sido divulgado um vídeo em que ele aparece agredindo a ex-mulher, Pamella Holanda, sustentou o argumento de que a prisão de Ivis teria sido motivada por ‘‘interesses políticos e midiáticos.’’

“O impetrante sustenta que o paciente é primário, bons antecedentes, famoso e, evidentemente, não irá atentar contra a integridade da vítima. Isso mostra a teratologia da decisão da autoridade coatora, que somado com toda a repercussão midiática e a pública informação noticiada pelo GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, há interesses políticos e midiáticos. Em sumo: não cabe prisão preventiva em caso de violência doméstica sem o descumprimento de prévia medida protetiva”, analisou os advogados de DJ Ivis. Mas não é só isso…

O músico está preso desde a última quarta-feira (14) na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, no Ceará, em razão da ex-mulher, Pamella Holanda ter divulgado um vídeo em que ela aparece sendo agredida por Ivis na frente da filha de nove meses e de outras duas pessoas.

Apesar do argumento dos advogados de DJ Ivis, a justiça negou o pedido de habeas corpus.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Justiça nega habeas corpus e DJ Ivis permanece preso por tempo indeterminado

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (19). Após ter sido divulgado um vídeo em que aparece agredindo a ex-mulher Pamella Holanda, na frente da filha de nove meses e de outras duas pessoas, Iverson de Souza Araújo, DJ Ivis, foi preso preventivamente e precisou raspar o cabelo ao dá entrada na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima pontes, em Aquiraz, no Ceará, presídio de segurança máxima.

A prisão do compositor aconteceu nessa quarta-feira (14), e nesse último sábado (17), a justiça negou o pedido de habeas corpus feito pela defesa de Ivis e com esta decisão ele permanecerá preso por tempo indeterminado a disposição da justiça. Havendo a condenação por lesão corporal, DJ Ivis poderá pegar a pena máxima de três anos em regime aberto ou semiaberto. Mas não é só isso…

DJ Ivis foi preso em um condomínio de luxo na última quarta-feira (14), no município de Alquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza, após a ex-mulher divulgar vídeo de circuito interno de segurança do apartamento em que viviam, sendo agredida por DJ Ivis na frente da filha e de outras duas pessoas.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Justiça condena Globo e Drauzio Varella a pagar indenização de R$ 150 mil a pai de menino morto

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (23). Uma entrevista exibida pelo ‘Fantástico’ em março de 2020, resultou na condenação do médico Drauzio Varella e da TV Globo e respectiva reparação por danos morais no valor de R$ 150 mil. Entenda…

Na ocasião o doutor Drauzio Varella entrevistou Suzy Oliveira, condenada pela justiça por tirar a vida de uma criança de nove anos. A ação foi movida pelo pai do menino que repudiou a postura da emissora de televisão e de Drauzio Varella, a qual repercutiu muito nas redes sociais. O julgamento aconteceu em primeira instância e foi assinado pela Juíza Regina Oliveira Marques, do Tribunal de Justiça de São Paulo, com a decisão judicial sendo embasada no fato do pai do menino “sofrer novo abalo psicológico ao reviver os fatos” após lembrar e reviver o caso quando procurado pela imprensa. Mas não é só isso…

‘‘Por todo o exposto, julgo parcialmente procedente o pedido inicial para condenar solidariamente os requeridos ao pagamento ao autor de indenização por danos morais no importe de R$ 150.000,00 devidamente corrigido e acrescido de juros de 1% ao mês, ambos desde a data da sentença até o efetivo pagamento’’.O julgamento faz referências à entrevista de Suzy e traz a ‘piedade social’ como argumento. A decisão aconteceu em primeira instância e ainda cabe recurso e a TV Globo comunicou que não se posiciona em questões judiciais ainda em curso.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...