Rafael Ilha cria polêmica ao fazer revelações sobre a morte de Gugu Liberato

Uma notícia gerou muitos comentários entre os internautas nesta quarta-feira (24). A polêmica em questão foi criada por Rafael Ilha que resolveu comentar sobre a morte de Gugu Liberato, vítima de um acidente doméstico em 2019. O ex-Polegar fez vários questionamentos sobre o que aconteceu com Gugu Liberato.

Gugu não troca a pilha nem do microfone. Ele não sabe. Quanto mais mexer num sistema de condicionamento de ar. Com certeza tem algo além. Pode ter sido uma fatalidade, independente da situação. Mas falar que o cara subiu? Não foi. Ali foi uma situação passional que houve. Independente da situação, que eu sei qual foi, foi uma fatalidade”, garantiu Rafael Ilha.

O ex-polegar fez uma revelação intrigante ao falar que o meio artístico sabe o que de fato aconteceu: “O mundo artístico sabe. Eu fui um dos primeiros caras a saber o que aconteceu mesmo. Conheço algumas pessoas da família dele. Uma hora a justiça chega”.

Segundo Rafael, o namoro de Gugu com Thiago Salvático não era um segredo. “Todo mundo sabia do caso dele com o Thiago Salvático. A família dele sabia. Todo mundo sabia que o Gugu era bissexual enquanto era vivo. Todo mundo sabia. Mas ninguém nunca soltou uma notinha dizendo que ele estava em não sei aonde com não sei quem”, afirmou.

Ilha já falou sobre esse assunto duas vezes. Recentemente, o ex-polegar disse que a história apresentada pela família de Gugu não corresponde aos fatos. Rafael fez estas revelações no podcast Inteligência Ltda.’, de Rogério Vilela.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

‘Triste e indignado’, desabafa filho de Gugu que critica a mãe e diz que irmãs estão sendo manipuladas

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (11). Após o falecimento do apresentador Gugu Liberato em 2019, várias polêmicas surgiram sobre o inventário e testamento deixado por ele. A polêmica mais recente envolve as filhas gêmeas de Gugu, Marina e Sofia, de 17 anos, e Rose Miriam di Matteo, viúva do apresentador. O primogênito de Gugu, João Augusto Liberato,19 anos, tem estado descontente e afirma que as irmãs estão sendo ‘‘manipuladas’’.

Em uma carta enviada ao jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, nesse sábado (10), João Augusto criticou a mãe e chamou a emancipação das irmãs de ‘‘duvidosa’’, além de afirmar que as irmãs estão sendo ‘‘manipuladas’’ com relação a divisão da fortuna do apresentador avaliada em quase R$ 1 bilhão.

“Fico triste e indignado em ver as mentiras e a nova manipulação que vêm sofrendo as minhas irmãs, duas adolescentes, que não percebem que as pessoas estão atendendo seus próprios interesses”, disse ao jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo “Se tivessem mais idade e experiência perceberiam, sem dúvida.”

A troca dos advogados que defendiam as gêmeas no processo de disputa pela herança de Gugu não agradou João Augusto. Recentemente na coluna Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, foi divulgada a notícia que Rose Miriam di Matteo havia emancipado as gêmeas Marina e Sofia. Após a emancipação, as gêmeas contrataram o mesmo advogado da mãe, Nelson Wilians para representá-las na ação.

O novo advogado disse que Marina e Sofia queriam mais informações sobre o processo e exigiam uma auditoria independente nas contas do inventário. As gêmeas também querem depor em juízo para que se estabeleça um acordo por reconhecerem que existia união estável entre Rosa e Gugu.

João Augusto afirmou que confia nos advogados que foram indicados pela tia e que discorda da emancipação das irmãs o que ele classificou de ‘‘duvidosa’’. João ainda culpou a mãe e a família materna pela discórdia que está ocorrendo entre eles.

“Confirmo também a confiança total em minha tia Aparecida Liberato, nomeada em vida pelo meu pai como a responsável para cumprir o testamento e cuidar e proteger minhas irmãs Sofia e Marina, ambas menores de idade”, falou. “Assim era a vontade de meu pai e acredito que todos deveriam respeitá-la, porque se amanhã herdarmos algo, será fruto exclusivo de seu trabalho.”

“Só posso imaginar que a atitude de envolver as minhas irmãs indevidamente e orientar para que mintam, seja fruto do desespero, já que a verdade está colocada no processo judicial e elas no fundo, sabem disso”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...