‘Está ocorrendo a pior corrupção de todos os tempos’, diz deputado Luis Miranda em live

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (26). Uma declaração do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), gerou certa polêmica ao afirmar que existe corrupção no governo e que este problema tem se alastrado.

“Está ocorrendo a pior corrupção de todos os tempos, simplesmente estão fingindo que não existe. Em vez de termos corrupção isolada, há um alastramento, os corruptos estão nadando de braçada”, afirmou o deputado em Live do site “O Antagonista”.

De acordo com o parlamentar tiveram outros casos de corrupção no ministério da Saúde, os quais serão investigados pela Polícia Federal (PF) e terão as irregularidades trazidas à tona, segundo o deputado.

“Foi o presidente Bolsonaro que citou o nome do Ricardo Barros, não eu”, contou, confirmando a sua versão em depoimento à CPI de que foi o presidente Bolsonaro que citou o nome de Ricardo Baros (PP-PR), quando soube das supostas irregularidades envolvendo a aquisição da vacina indiana Covaxin. O parlamentar informou que desde a última quarta-feira não esteve com o presidente Bolsonaro.

Da redação o Acontece na Bahia

Ver completo...

PF diz que deputado Daniel Silveira tentou pular muro de residência para escapar de nova prisão

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (25). De acordo com a Polícia Federal (PF), o deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), tentou pular o muro de sua casa para escapar da polícia em razão de ter em seu desfavor um novo mandado de prisão expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), nessa quarta-feira (23). Os agentes federais confirmaram a versão que Daniel Silveira voltou para a residência quando encontrou um agente.

De acordo com informações, o deputado violou 36 vezes as regras de uso da tornozeleira eletrônica descumprindo determinação da justiça. Daniel Silveira foi preso em fevereiro deste ano em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Morais por publicar vídeos defendendo o retorno do AI-5 e fazer ataques a ministros do STF.

O parlamentar defende que é um preso político segundo nota divulgada por seus advogados.“Seu caso já passou da hora de ser tratado nos organismos internacionais de defesa aos direitos humanos. Ele é um preso político e assim deve ser tratado”, alega o advogado André Rios que defende o parlamentar.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...