Após captura de Lázaro Barbosa repórter da Globo é vista dançando ao vivo

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (29). Nos momentos em que era noticiado a prisão do fugitivo da justiça Lázaro Barbosa na manhã dessa segunda-feira (28), a repórter Giovanna Dourado da TV Globo foi vista dançando ao fundo na transmissão feita pela Record TV sobre o fugitivo.

Giovanna esteve em transmissão ao vivo exibida no programa ‘Mais Você’ (Globo), para comunicar a captura de Lázaro Barbosa. Naquela ocasião ainda não havia sido divulgado oficialmente a morte do foragido. Diante da dança da jornalista, houve muitos comentários nas redes sociais.

O gesto de Giovanna foi reconhecido por muitas pessoas como um desabafo, uma atitude para lavar a alma e celebrar o fim dos trabalhos. O fugitivo era acusado de matar quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia, além de outros crimes. Mas não é só isso…

“O repórter anunciando a captura do Lázaro e a mulher lá atrás comemorando representa muito o brasileiro”, comentou um perfil. “O Brasil hoje está só repórter da Globo no fundo comemorando a prisão do Lázaro!”, disse outro.

Cauê Fabiano, do ‘Mais Você’ criticou o final do caso com a morte do fugitivo.”Lázaro era um assassino. Um criminoso da pior espécie. Deveria passar o resto de seus dias preso. Mas também deveria ter sido capturado, para que entregasse todos os outros criminosos com os quais se relacionou, e que o ajudaram”, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Bailarina de 21 anos se recupera de câncer e volta ao hospital para uma apresentação de dança

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (15). Maria Eduarda de Castro Pinheiro, de 21 anos e professora de balé, teve uma experiência única no retorno ao hospital em que se curou de um câncer de rim, há exatos 14 anos. A bailarina fez questão de retornar ao local onde se recuperou para fazer uma apresentação de dança como forma de retribuição pela restauração de sua saúde.

Duda, como é chamada carinhosamente pela família e amigos, quis retribuir de alguma forma aos profissionais do Hospital Brasília e incentivar àqueles que estão internados buscando a recuperação.“Sonhava com isso há muito tempo. Sempre me senti muito grata por ter me curado e tinha vontade de levar esperança e ânimo para as crianças que estão na mesma situação que um dia eu estive“, disse a bailarina. Mas não é só isso…

A apresentação de dança aconteceu em três alas do centro médico do hospital nessa quinta-feira (13). A emoção foi visível tanto por parte dos profissionais quanto por aqueles que buscam saúde e a história de superação da professora de dança trouxe um ar de esperança para o ambiente.

A atitude de ‘Duda’ causou tanto impacto que ela pretende voltar ao local outras vezes. A bailarina disse ainda que a forma como a homenagem aconteceu contou com a ajuda do acaso.“Há duas semanas, eu conheci a mãe de uma amiga, que trabalha no Hospital Brasília. Falei sobre minha história e meu sonho de retornar. Ela tornou possível”, disse.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...