Influenciador digital brasileiro é encontrado sem vida em seu apartamento na Califórnia

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta sexta-feira (6). O influenciador brasileiro Anderson Sodre, de 26 anos, popularmente conhecido como Ander Jackson, foi achado sem vida em seu apartamento em São Francisco, Califórnia. O jovem era natural de Sorocaba, São Paulo, e conseguiu seus mais de 115 mil seguidores compartilhando covers de músicas e vídeos de humor. Em 2020, Anderson denunciou um caso de racismo, ao ser expulso da residência onde morava, na cidade de Orono.

Anderson Sodre estava morando nos EUA desde dezembro de 2018 com o objetivo de participar de um programa para cuidar de crianças. A família do influenciador brasileiro soube de sua morte por intermédio de uma amiga do jovem que soube do ocorrido e entrou em contato com as autoridades. O motivo da morte do jovem ainda está sendo investigado.

O trabalho da família do jovem agora tem se intensificado no sentido de trazer o corpo do influenciador para o Brasil. O Itamaraty informou por meio de nota que o Consulado Geral do Brasil, em São Francisco ‘está à disposição para prestar a assistência cabível aos familiares do brasileiro, respeitando-se os tratados internacionais vigentes e a legislação local.’

Em entrevista ao G1, Ander disse que viveu com uma família na cidade de Orono, próxima a Minneapolis, e que era obrigado a manter a limpeza no local.‘‘ Eu não tinha ninguém pra conversar, muito menos brasileiro. Eu sabia que algo estava errado e eu comecei expor a eles sobre a situação. Eles disseram que mudariam a posição, mas nada aconteceu’’, disse.

O influenciador ainda disse que o racismo ficou claro quando a família se negou a levá-lo a um passeio com amigos conhecidos.‘‘ Um dia foram para a casa de um amigo para jantar. Não queriam me falar e eu aprendi que foi pela cor da minha pele, porque todos eram brancos. Era uma família sem amizade com nenhum negro, nunca vi foto nem nada’’, contou.

O rompimento da relação com a família aconteceu após Ander ter os seus horários de folga controlados e realizar atividades fora da sua responsabilidade. Passou a morar em outra região, fazendo entrega de alimentos e dividia o aluguel do local onde morava com amigos da Califórnia.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Casal é encontrado sem vida em apartamento no Rio de Janeiro; filho de 12 anos testemunhou o crime

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (26). Isto porque um casal foi encontrado sem vida em um apartamento localizado no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O crime aconteceu nessa quinta-feira (24), e a Polícia Civil suspeita que o homem, que é policial, tenha assassinado a companheira e na sequência cometeu suicídio.

De acordo com informações, o filho do casal que tem 12 anos presenciou o crime e solicitou ajuda para salvar a sua mãe, Janaína Pourchet, que tinha 44 anos. A Delegacia de Homicídios da Capital, na Barra da Tijuca, está conduzindo as investigações e até o momento os agentes já tomaram os depoimentos do porteiro do prédio e de um morador. Mas não é só isso…

Segundo informações, familiares do casal devem prestar depoimentos à polícia com o objetivo de esclarecer o caso. Os investigadores ainda procuram saber se o crime é um feminicídio seguido de suicídio do policial.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Casal é encontrado sem vida em banheiro de apartamento no Rio com suspeita de asfixia causada por vazamento de gás

Uma notícia tem circulado nas redes sociais nesta quarta-feira (23). Um jovem casal foi encontrado sem vida nessa terça-feira (22), no banheiro de um apartamento no bairro Leblon, Rio de Janeiro. Os corpos de Matheus Correia Viana e Nathalia Guzzardi Marques, ambos de 30 anos, foram encontrados no chão do box do banheiro e as investigações preliminares apontam que possivelmente pode ter havido um vazamento de gás no local e ter sido a causa da morte por asfixia do casal.

Um relatório sobre a causa da morte deverá ser conduzido pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), entretanto, é sabido que o sistema usado no banheiro do apartamento é composto por gás encanado e que o chuveiro estava acionado.

Matheus e Nathalia estavam sendo procurados desde segunda-feira (21) quando contactaram amigos e família pela última vez. Procurados por colegas que foram até a casa, o casal foi encontrado desacordado no apartamento e foi socorrido por bombeiros que fizeram os procedimentos iniciais, mas sem sucesso. O Instituto Médico Legal fez a retirada dos corpos do casal na manhã desta quarta-feira (23).

Segundo informações da polícia, os amigos que encontraram o casal sem vida só conseguiram entrar no apartamento porque tinham conhecimento da senha da fechadura eletrônica. De acordo com a polícia, foi um dos amigos o responsável por acionar os bombeiros para o resgate em razão do casal ter sido encontrado desacordado. Nathalia, que era psicóloga, não havia comparecido a um atendimento no dia 22, o que gerou preocupação dos colegas próximos. Na segunda-feira (21), Nathalia havia se encontrado pela última vez com sua mãe, almoçado e feito o pedido para que ela fosse buscar o seu filho de 8 anos.

Da redação do Acontece na Bahia

 

Ver completo...