Criança de 6 anos morta após agressões do pai tem os órgãos doados pela família

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (30). A morte de Elias Emanuel Martins Leite, 6 anos, deixou a população de Caratinga e Santa Bárbara do Leste, MG, indignada pela forma como aconteceu. O pai do menino Elias é acusado de agredi-lo com socos e chutes nesse domingo (27), e várias pancadas na cabeça foram a causa da morte de Elias. O delegado de Polícia Civil, Ivan Lopes Sales, disse que o pai do garoto, que tem 26 anos, está preso e a disposição da justiça acusado do crime de tortura qualificada.

Elias foi agredido com socos no rosto, levou uma rasteira e ao cair bateu com a cabeça. O menino foi agredido por não conseguir responder a tarefa da escola. Segundo informações, o pai de Elias tentou socorrer o filho mas não teve sucesso. Quando encaminhou o menino para a UPA de Caratinga, os médicos estranharam as lesões e acionaram a polícia. O pai do garoto revelou que havia agredido Elias em razão de estar bêbado. Elias precisou ser transferido para a UTI Infantil do Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, falecendo nessa segunda-feira (28).

A família do pequeno Elias autorizou a doação dos órgãos e disse que esta é uma forma de salvar outras crianças. Nivaldo Fonseca, avô materno de Elias, disse que o pai do menino é um ‘‘monstro’’ em razão de ter desfigurado o rosto de Elias. Disse ainda que o pai já havia agredido Elias anteriormente e a avô materna o teria denunciado para o Conselho Tutelar de Santa Bárbara do Leste e de Caratinga. Nivaldo disse que Elias havia morado com os avós por um tempo, mas que o pai havia conseguido a guarda do filho novamente.

O Conselho Tutelar emitiu uma nota se pronunciando sobre o caso: Veja.

O Conselho Tutelar de Caratinga, órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelos direitos das crianças e adolescentes, definidos em Lei Federal nº 8069/90 do ECA, vem a público prestar esclarecimentos acerca de sua atuação no caso envolvendo a criança E.E.M que teve morte encefálica constatada em 28/06/2021, após ter sofrido agressões físicas por parte do genitor. Inicialmente, destacamos que no ano de 2020, após atuação do Conselho Tutelar, a criança foi entregue à avó materna, que se tornou sua guardiã legal em agosto de 2020.   Informamos ainda, que, em nenhum momento, o Conselho Tutelar atuou para devolver a criança ao pai, até porque, em se tratando de alteração de guarda, e havendo processo judicial em trâmite, apenas o Poder Judiciário possui competência para assim agir. Por fim, esclarecemos que, em abril do corrente ano, o Conselho Tutelar obteve a informação de que a vítima havia sido novamente entregue, pelos familiares, aos cuidados do pai, o que resultou na oitiva e advertência do responsável, conforme previsão no Estatuto da Criança e do Adolescente. O Conselho Tutelar, por meio de suas conselheiras, reitera o compromisso de atuar em prol das crianças e adolescentes de Caratinga, lamenta imensamente a tragédia envolvendo E.E.M e se solidariza com amigos e familiares, diante de tão grande perda.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Ex-namorado é preso após agredir apresentadora da Record na presença do filho de 11 anos da vítima

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (21). A Polícia Militar de Goiás prendeu Ricardo Hilgenstieler por agredir a apresentadora do ‘Cidade Alerta’, da Record de Goiânia, Silvye Alves. O ex-namorado foi detido após invadir o apartamento da jornalista e agredi-la fisicamente na presença do filho dela que tem apenas 11 anos. O homem foi preso pelos agentes momentos após o ataque quando estava no aeroporto de Goiânia para um embarque.

De acordo com informações da polícia, a jornalista teve um ferimento grave na boca e precisou passar por cirurgia. Já o ex-namorado logo após a prisão foi encaminhado à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). A apresentadora de televisão por meio da assessoria disse que não irá se manifestar sobre o ocorrido. Por meio do Instagram Silvye pediu orações e revelou que a dor maior foi ver o ‘filho sofrer’ porque estava no momento em que ela foi agredida.

Não está sendo fácil. A dor física só não é pior que a dor na alma. A maior tristeza de tudo isso foi ver meu filho sofrer. Prometi nunca fazê-lo sofrer e hoje aconteceu o pior. Peço orações a vocês, cessem o ódio, por favor, isso não leva a lugar nenhum. Assim que conseguir, vou conversar com vocês. Se puder, nos coloquem em suas orações”, disse ela. Mas não é só isso…

A apresentadora que comanda o Cidade Alerta há cinco anos recebeu inúmeras manifestações de apoio, inclusive do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), o qual disse que o ex-namorado da jornalista será punido de acordo com o ‘rigor da lei’.“Aqui em Goiás não admitimos nem aceitamos violência contra as mulheres. Isolamento social de agressor é na cadeia! Toda minha solidariedade à jornalista Silvye Alves e a certeza de que o responsável pela agressão responderá no rigor da lei”, disse o governador Ricardo Caiado.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Bebê de três meses é encontrado sem vida com vários hematomas pelo corpo e indícios de agressão; mãe foi detida pela população local

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (17). Um bebê de três meses identificado como Álvaro Daniel, foi achado sem vida nesta manhã de hoje (17), dentro da casa de seus pais. A mãe do bebê identificada como Alice da Silva, 24 anos, foi detida por populares na comunidade Lagoa do Mato, zona rural do município de Luís Gomes, Rio Grande do Norte. Segundo informações, a mãe do bebê havia passado a noite anterior embriagada.

A Polícia Militar esteve no local para investigar o caso e descobriu que o bebê apresentava vários hematomas pelo corpo, além de estar ensanguentado, com indícios de agressão e maus tratos. A investigação não descartou a possibilidade de assassinato.

A mãe do bebê foi detida pela população e encaminhada para prestar depoimento na sequência. Este crime deixou a comunidade local indignada pela crueldade com que aconteceu. As investigações continuam para se apurar possíveis responsabilidades e é esperado o posicionamento das autoridades para definir a linha de investigação que será adotada.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Em caso parecido com o do garoto Henry, Mãe é suspeita de agredir filho de 3 anos até a morte em São Paulo

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de terça-feira (11). A Polícia Civil investiga mais um suposto caso de agressão e morte de crianças similar ao do garoto Henry. Porémm desta vez a vítima foi o garoto Gael de Freitas Nunes, de 3 anos, que supostamente teria sido espancado pela própria mãe até a morte.

O caso ocorreu na última segunda-feira (10) na Bela Vista, na região central de São Paulo. O garoto chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com as investigações, o garoto teria sido encontrado desacordado pela tia-avó ao lado de sua mãe. Ainda de acordo com as informações, a mulher teria passado por um surto psicótico e agredido a criança.

Segundo o depoimento da tia-avó, ela escutou barulho de choro vindo da cozinha, porém, acreditou que seria apenas o garoto pedindo colo. Posteriormente, ouviu som de batidas na parede, mas acreditou que estaria vindo de outro apartamento.

No entanto, quando ela ouviu o som de vidro se quebrando cozinha, ela levantou e foi averiguar o que acontecia no cômodo. Ao chegar lá, ela se deparou com a criança deitada no chão com vômito e coberta por uma toalha de mesa.

A mãe da criança foi levada a um hospital psiquiátrico, onde passará por avaliação. Já o garoto Gael foi encaminhado para um hospital, onde foi constatado a morte.

A 1ª Delegacia de Defesa da Mulher está à frente do caso e afirma que a mãe do menino foi encontrada em estado de choque e levada para um hospital psiquiátrico.

Da redação Acontece na Bahia.

Ver completo...