Gusttavo Lima é acusado por empresa de aplicar calote de quase R$ 70 mil

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (21). O cantor Gusttavo Lima é acusado por uma empresa de automação chamada GR de aplicar um calote de quase R$ 70 mil, hipótese que em um primeiro momento parece improvável por conta de todo patrimônio que o artista possui. A empresa citada resolveu acionar à justiça para que o débito seja quitado.

O valor citado é referente a aquisição e instalação de equipamentos personalizados que teriam sido feitos na casa de Gusttavo Lima, localizada em Goiânia, segundo informações de Fábia Oliveira, do site Em Off. Apesar da notificação extrajudicial, o pagamento de R$ 68.670,33 não teria sido pago.

Segundo informações, a empresa acionou a Justiça de Goiás para que o valor seja quitado. A juíza Raquel Rocha Lemos, da 23ª Vara Cível de Goiânia, citou recentemente o cantor Gusttavo Lima e a Balada Eventos, que também foi acionada, para quitar a quantia mencionada em 15 dias ou então apresentar embargos.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...