Filhos negam versão apresentada por Zilu que perde ação judicial contra Zezé Di Camargo

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste domingo (11). A empresária Zilu Godoi, ex-mulher do cantor Zezé Di Camargo, perdeu a ação judicial que tinha movido contra o cantor. A conclusão desfavorável para Zilu saiu nessa quinta-feira (8) e a empresária exigia uma divisão de bens estimada em R$ 15 milhões. Segundo informações, Zilu ainda exigia participação em cachês de shows e outros projetos realizados pelo cantor após o divórcio em 2014.

De acordo com informações, Zilu chegou a dizer que a assinatura em um documento não era sua. Entretanto essa alegação foi desmentida em depoimento pelos filhos do casal Wanessa e Igor Camargo, o que afastou ainda mais as chaces de Zilu ganhar a ação. Mas não é só isso…

Zilu Godoi manteve o apartamento em que mora nos Estados Unidos e uma mansão em Alphaville, em São Paulo. A empresária recebeu R$ 3,6 milhões pagos em 20 parcelas e é sócia do cantor em algumas empresas que ainda estão em fase de partilha. O casal que se separou em 2014 ficou junto por quase 30 anos e da união vieram três filhos.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Humorista Adnet move processo por danos morais contra Mário Frias após ser desmoralizado nas redes sociais

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (10). O ator e humorista Marcelo Adnet entrou na justiça pedindo reparação por danos morais contra Mário Frias, secretário Especial da Cultura. O humorista protocolou a ação no dia 3 de maio na 5ª Vara Cível da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e pede uma indenização no valor de R$ 80 mil.

A ação movida por Adnet foi motivada por uma postagem feita por Mário Frias em resposta a uma paródia do vídeo ‘Um Povo Heróico’ feita pelo humorista. A paródia feita por Adnet se baseou no vídeo original divulgado pelo governo federal próximo do dia 7 de setembro de 2020, marco comemorativo da Independência do Brasil. Mas não é só isso…

Na postagem feita por Mário Frias, o humorista foi duramente criticado pela paródia a qual o secretário classificou como de mau gosto.‘‘Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula. Um judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter.’’

‘‘Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais’’, comentou.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...