Agricultora do sul da Bahia idealiza ‘barraca da confiança’ onde cliente compra e paga sem ajuda de atendente

Uma notícia é manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (20). Uma barraca com mercadorias para vender não apresenta nada de novo. A menos que ao se aproximar você não encontre ali a presença de um atendente. Esta barraca existe e fica localizada às margens da BR-101, entre os municípios de Itabuna e Buerarema. O local não possui vendedor e o cliente realiza a compra sozinho, selecionando o produto e colocando o dinheiro em uma caixinha. O troco é retirado pelo próprio cliente no ato da compra.

A agricultora Iraildes Oliveira é a dona da “barraca da confiança”. Com esforço próprio ela planta e colhe frutas, legumes e hortaliças e as coloca na barraca em razão da proximidade de sua residência.“Planto de tudo um pouco. Tudo o que nós temos vai ali para aquele cantinho [a barraca]. Foi meu filho que me deu força para criar a barraca. Ele disse que se não desse certo, a gente tirava, mas está dando certo, graças a Deus. Deus tem mandado pessoas boas para nos ajudar comprando”, disse Iraildes em entrevista à TV Santa Cruz. A agricultora disse que vai à barraca pelo menos duas vezes ao dia para contabilizar os pagamentos e renovar o estoque.“Todo mundo que passa nessa estrada, que seja uma luz brilhante que Jesus deixou na terra. Que sejam honestos e que continuem comprando e ajudando, não só a mim, mas a qualquer pessoa que venda nessa estrada. Deixando muito exemplo de honestidade, porque o nosso mundo precisa”, disse Iraildes.

A ‘barraca da confiança’ de dona Iraildes ganhou visibilidade após o policial rodoviário Vinicius Alcântara gravar imagens do local e compartilhar nas redes sociais. “A gente estava fazendo uma ronda de rotina, quando vimos um veículo nas proximidades (da barraca) que talvez precisasse de ajuda. Foi quando abordamos e descobrimos que aquela família estava comprando mercadorias nesse espaço”, contou. “Ela (barraca) é muito mais do que uma questão comercial ou de mercado. Ela espalha um sentimento de esperança, de confiança e de que as relações humanas podem ser muito melhores do que são”, afirmou o policial.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Umbuzeiro: Árvore Milagrosa do Sertão

O nordeste é dotado de uma grande variedades de árvores frutíferas, mas uma delas se destaca na preferência popular: O Umbu. De Novembro a Março várias regiões do Norte de Minas até a mais longínqua caatinga Nordestina o Umbu é apreciado por nativos e visitantes.

As duras secas do sertão nordestino dificultam a vida de muitas plantas, mas o umbuzeiro esta lá, de pé! Segundo o site Acervo Caatinga “As raízes têm batatas que funcionam como uma espécie de caixa d’água. A água fica dentro dessas batatas. E como são centenas enterradas, elas vão irrigando a árvore. Pesquisas mostram que um umbuzeiro adulto chega a acumular aproximadamente 1.500 litros de água. E é por isso que ele atravessa todo o período seco bem verdinho e dando frutos.”

O umbuzeiro é realmente uma planta bendita para o sertanejo! Do seu fruto se faz a umbuzada, receita tradicional que ganhou o mundo e encanta pelo seu sabor singular. O umbu também pode servir de comida para as criações de animais, visto que pela sua longevidade e boa dispersão de sementes, os pés de um umbu são encontrados em muitos locais e produzem frutos, mesmo nas secas. Diante de tamanha resiliência, o umbuzeiro representa em si a força do povo que com ele habita.

Texto: Rômulo Fontoura

 

Ver completo...

Caetité: menino de 7 anos doa cestas básicas adquiridas com a venda de ‘geladinhos’ para famílias carentes

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste sábado (8). O enredo escrito pelo pequeno Samuel Soares, de 7 anos, faz a gente repensar as nossas atitudes como ser humano vivendo em sociedade. A história que acontece em Caetité, sudoeste da Bahia, mostra o menino Samuel, que teve o incentivo e apoio dos pais para a venda de geladinhos com o objetivo de comprar cestas básicas para doar a pessoas necessitadas.

Eu vi muitas pessoas precisando de comida, precisando comer e eu fui lá e pedi para minha mãe fazer o geladinho e vender para poder doar”, comentou o menino.

Os pais de Samuel, o casal de fotógrafos Amilton Miranda e Simone Soares, aceitou a idéia vinda do filho, apesar do pai ficar com receio no início.“Eu fiquei surpreso, porque eu não entendi. Eu fiquei perguntando a ele onde teve essa ideia, onde ele viu isso. ‘Não pai, eu só queria ajudar’. E eu achei interessante porque a gente aqui em casa nunca tinha feito uma ação dessa”, explicou Amilton.

A mãe de Samuel disse que a princípio não acataram a idéia do filho por ele ser ainda pequeno, mas ele insistiu no objetivo.“Ele pediu, falou comigo e meu esposo, que queria vender geladinhos. Aí, no primeiro momento, a gente explicou para ele que ele é muito novo, que ele não ia saber vender geladinho, fazer troco, só que ele continuou insistindo”, contou Simone.  

Samuel então buscou aceitação na avó, Maria do Carmo Soares, que comprou o isopor.”Ele comentou com a minha mãe e ela comprou o isopor. Ele continuou insistindo e eu falei: ‘Eu faço o geladinho, mas só se você me falar qual a finalidade do dinheiro’. Aí ele me falou: ‘Não mãe, eu quero ajudar as pessoas que não tem o que comer’. Aí não tem como dizer não, né?”, disse a mãe de Samuel.

A família então passou a fazer no final de fevereiro “geladinhos gourmet”, uma espécie de sorvetes de frutas ou chocolates, batidos com leite, que foram bem aceitos em Caetité. De acordo com a mãe de Samuel, no início a idéia era vender os geladinhos fazendo a divulgação em aplicativos de mensagens, porém o negócio cresceu e foi montado um ponto fixo na feira da cidade que acontece toda quinta-feira.

Eu fiz os geladinhos, só coloquei no grupo da família porque meus pais moram na zona rural, falando da iniciativa dele, quem quisesse colaborar, para quem seria e aí levamos pra roça, vendemos o geladinho e o pessoal colaborou”.

Minha mãe vende produtos orgânicos na feirinha que tem toda quinta-feira na cidade e ela falou: ‘Leva para barraquinha para a gente vender’. A gente contava a história para o pessoal e eles se sensibilizavam”, disse.

A compra dos alimentos foi feita pelo pai de Samuel e Simone procurou famílias que estivessem precisando muito de ajuda, por meio de uma mulher que organiza projetos sociais em Caetité.“Ela [uma mulher que organiza um projeto de doações em Caetité] me passou o número e eu conversei. Falei que queria ajudar cinco famílias que precisavam mesmo. Muita gente precisa, mas tem aquelas que precisam mais, que são mais necessitadas”, contou Simone.

Samuel escreveu ainda bilhetes para as famílias.“Ele falou: ‘Mãe, eu quero comprar um bilhetinho’. Tudo ideia dele. Aí eu falei que ele tinha que escrever cinco bilhetinhos iguais para colocar nas cestas”, disse.

Escreveu:”Oi, eu sou Samuel, tenho 7 anos. Deus abençoe sua vida”. Ao todo cinco famílias foram beneficiadas com as cestas adquiridas com o empenho do menino Samuel.

Da redação do Acontece na Bahia

Ver completo...

Caju, a “fruta” e seus benefícios

Benefícios da Jaca

Fruto Caju, o Brasil conhece, quer dizer, pseudofruto. Sim, “o fruto falso” sobre o qual iremos falar hoje, é nativo no Brasil e muito recorrente no litoral nordestino, sendo mais comum seu cultivo nessa região, eu cultivo é muito comum no nordeste brasileiro. A colheita é realizada de agosto a janeiro. O caju é considerado um pseudofruto por ser constituído em duas partes: Castanha e pedúnculo, a castanha aparece como o fruto do cajueiro, enquanto o pedúnculo, que é a parte macia, saborosa e esponjosa que tem a massa e o líquido do conjunto.

O cajueiro, é a planta que produz o “fruto”, estes podem estar divididos em várias espécies – cerca de mais de 20 tipos, entretanto os mais comuns então divididos em basicamente três tipos: o comum, cajueiro anão e o gigante. Estes se diferem não só nas características da árvore, mas também na composição e tipos de seus pseudofrutos, os tipos de caju se diferenciam na cor, gosto e na composição de carnosa (textura e composição).

Quanto pensando nos benefícios para a saúde, devemos pensar além “daquele suco natural”, o caju tem muito o que contribuir para sua vida como um todo. Tá afim de saber mais? Então vamos conhecer um pouco mais sobre o caju.

O caju é rico em vitaminas A, B, C, E e K, agem nas defesas do corpo, estão diretamente relacionadas a proteção do sistema imunológico contra os radicais livres. Ajuda a visão e no crescimento, formação dos dentes e colágeno, formação de ossos. Além desse conjunto de vitaminas é possível encontrar na composição do fruto a ocorrência de fósforo, ferro, sódio e potássio,todos estes compostos contribuem para organização dos sistemas conhecidos que ajudam a manter funções importantes do corpo.

O caju pode ser consumido de diversas formas, receitas ou iguarias. Podendo ser  consumido in natura, ou no preparo de sucos, mel, doces, passas, sorvetes, licores. A castanha, é geralmente torrada, e é vendida como um tipo de iguaria, sendo popular em diversos lugares do mundo. Existe ainda os que utilizam seus itens para fazer parte de uma determinada prática de saúde, como é o caso de tratamentos, chás, e afins.

E então, que tal um cafezinho fresco ou não? Prefere consumir a  fruta in natura ou em receitas? Conta pra gente nos comentários!

Ver completo...

Inhame, dicas de receitas e importância

Vamos falar sobre saúde? E que tal ainda falar sobre saúde alimentar? Pois bem, o nosso assunto hoje é sobre o Inhame. Este tubérculo muito conhecido no Brasil, é principalmente usado nas regiões sudeste e nordeste. Entretanto, seu histórico de utilização está em outros lugares, servindo como base da alimentação de diversos países das Américas, África e Ásia. Seu nome é dado às plantas do gênero Dioscorea. Além de sua enorme popularidade em algumas regiões de nosso país, seu uso está muitas vezes desassociado de seus benefícios. Então, que tal aprender um pouco sobre esses benefícios?

O Inhame é um tubérculo riquíssimo em potássio, mineral que diminui a pressão arterial, sendo considerado “amigo do coração”. É ainda indicado por seu potencial energético, por sua enorme fonte de carboidratos.

Uma outra vantagem está nas fibras contidas no Inhame, que ajudam na queima de colesterol. Além disso, ele também tem vitaminas do complexo B (B6 e B9) que ajudam a controlar os níveis de homocisteína, um aminoácido que aumenta o colesterol ruim (LDL) quando ele aparece em grande quantidade no organismo.

Não é pouca coisa, né? Acredita que ele ainda é indicado na prevenção de doenças como o Alzheimer?! Sim, além de ajudar a emagrecer, ter mais energia, controlar os níveis de colesterol ruim, o inhame também auxilia na prevenção do mal de Alzheimer. Isso ocorre devido a doença está relacionada à diminuição hormônio DHEA  (Desidroepiandrosterona) em nosso organismo ao longo dos anos – problema que pode ser evitado com o auxílio das vitaminas que compõem o nutrientes presentes no tubérculo.

Além desses muitos benefícios, o inhame é ainda indicado para o prevenção de câncer. Rico. Betacaroteno e vitamina C, essas substâncias atuam como antioxidantes e impedem a ação dos radicais livres.

Cansou? Ainda não? Então, agora essa dica vai para as mulheres, em especial. Os nutrientes que contém no tubérculo atuam como repositórios de hormônios importantes para a saúde delas, como ocorre com estrogênio. No corpo, este hormônio age aumentando a fertilidade e diminuindo os sintomas que acompanham o começo da menopausa.

Que tal algumas dicas de receita?

Sopa de inhame:

Se você adora uma sopa com aquela textura bem levinha, pode se encantar com o resultado dessa opção, que combina o inhame com um pouco de cenoura, cebola, azeite, sal e água. Mesmo com uma lista de ingredientes tão curtinha, você pode se surpreender com o resultado final desse prato.

Ingredientes:

  • 1 raiz de inhame com 400g
  • 1 cebola média cortada em fatias finas
  • 1 cenoura cortada em rodelas grossas
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 6 colheres de cafezinho de sal
  • 2 litros de água

Modo de preparo:

  • Descasque e corte a cebola em fatias finas, junte ao azeite de oliva e 1 colher de cafezinho de sal e deixe em uma panela em fogo baixo. Tampe a panela e deixe amolecer. Quando estiver mole, reserve.
  • Em seguida, raspe a casca da cenoura, descasque o inhame e corte-os em rodelas grossas. Coloque os dois na panela com toda a água, 2 colheres de cafezinho de sal e deixe cozinhar em fogo médio até ficar bem macio, se partindo.
  • Deixe o inhame e a cenoura esfriar e bata-os no liquidificador com 7 conchas da água do cozimento, a cebola amolecida e 3 colheres de cafezinho de sal. Volte à panela, esquente e sirva com torradas de leite!

Sopa detox com inhame:

Essa é uma receita que tem uma textura cremosa devido ao uso do inhame e ainda conta com um sabor levemente adocicado, mas também tem um toque de abóbora e batata doce. O resultado é uma sopa detox cheia de cor e sabor para o seu prato.

Ingredientes

  • 600 g de abóbora baiana (mais ou menos 1/2 abóbora)
  • 300 g de inhame (mais ou menos 2 unidades)
  • 200 g de batata doce (mais ou menos 1 batata doce)
  • 1 tablete de caldo de legumes (pode usar caldo de legumes caseiro)
  • 1 litro e meio de água filtrada

Modo de Preparo

  • Vamos cozinhar os legumes para depois batê-los e temperar a gosto. Descasque a batata doce, os inhames e corte em pedaços grandes – facilita o cozimento. Coloque-os em uma panela com água filtrada e o cubinho de caldo de legumes ou caldo caseiro.
  • Para a abóbora, costumo lavar bem a casca e cozinhar com casca e tudo. Acho mais fácil do que tentar descascá-la ainda crua.
  • Cozinhe os legumes por aproximadamente 20 minutos em fogo médio. Os legumes vão cozinhar mais ou menos no mesmo tempo. Vocês vão ver que a abóbora fica bem macia e será bem mais fácil tirar a casca dessa forma, sai facilmente com uma faca.
  • Escorra o caldo da panela e reserve. Você pode precisar dele na hora de bater seus legumes (caso prefira uma sopa mais/menos cremosa). Com um garfo, amasse os legumes ou então processe com um mixer ou no liquidificador.
  • Caso use o caldo industrializado, não exagere no sal. Pode aproveitar para acrescentar pimenta do reino e 1 fio de azeite.
  • Pra finalizar, salpiquei gergelim torrado e um pouco de molho chipotle. Vai muito bem com pimenta do tipo Tabasco. Junte um pãozinho e bom apetite.
Ver completo...

“Da jaca, se aproveita até o caroço”

“Jaca-mole ou jaca-dura, qual a sua preferida?” Se você é brasileiro e não conhece essa frase, pode ter algo de muito errado acontecendo, brincadeiras a parte, a fruta é uma das mais comuns, sendo muito popular no Brasil. A jaca é um fruto da jaqueira, árvore que embora popular no Brasil e em outros países de clima tropical, tem suas origens na sul do continente Asiático. Trazida para solos brasileiros por volta do século XVIII, a árvore se adaptou muito bem ao nosso clima, principalmente na região amazônica e na costa litorânea do Brasil.

Seus frutos nascem nos troncos e galhos, são formados por gomos, polpa e sementes, tem coloração amarelada e uma superfície exterior bastante áspera. Pode ser consumida de forma natural, cozida ou até mesmo em receitas mais sofisticadas, se adequando a todos os gostos. Seu fruto pode chegar a pesar cerca de 15 kg e entre as variedades mais cultivadas no Brasil, se destacam: jaca-mole, jaca-dura e jaca-manteiga

Mas afinal, quais são os benefícios da jaca? Quais as suas propriedades? Para que serve?

Embora sua utilização seja quase sempre para degustação recreativa, o consumo da jaca pode ajudar na prevenção e no tratamento de algumas doenças. A jaca é fonte de vitaminas A, B e C, além de minerais como cálcio, potássio, ferro, fósforo. Vejamos então alguns benefícios, propriedades e funções de sua utilização.

Jaca e seus benefícios.

1. Melhora o funcionamento do sistema digestivo

Por ser rico em fibra, o consumo da fruta ajuda na melhora da digestão, estimulando o bom funcionamento do intestino, prevenindo a prisão de ventre e doenças relacionadas com o intestino.

2. Regula a hipertensão

Por ser rica em potássio e possuir baixas concentrações de sódio, seu consumo pode ajudar a regular os níveis de sódio, atuando na prevenção de problemas cardiovasculares, contribuindo assim para a manutenção de uma pressão arterial saudável.

3. Previne anemia

Dona de um quadro nutricional incrível, a jaca repõe nutrientes essenciais para o organismo. Além disso, tem vitamina C em sua composição, nutriente que aumenta a absorção de ferro, mineral fundamental para a prevenção e o tratamento  da anemia.

Esta fruta é uma excelente fonte de ferro, vitamina K, C, E e A, essenciais na prevenção da anemia. Além disso, a vitamina C presente na fruta também é importante para a eficaz absorção de ferro.

 4. É antioxidante

A Jaca contém um alto teor de vitamina C, e Vitamina A, que tem um elevado poder antioxidante, o que ajuda a neutralizar os radicais livres e além disso ajuda a reforçar o sistema imunológico. Na pele, os radicais livres causam diversos danos e são responsáveis por acelerar o envelhecimento. Com isso e com os nutrientes encontrados no fruto, sua atuação é eficaz quando se trata de cuidados com a pele.

5. Elimina as toxinas do cólon

Estudos revelam que o fruto jaca é essencial para se livrar de toxinas do cólon , devido à sua elevada constituição em antioxidantes, este tipo de toxinas acumuladas podem conduzir a câncer no cólon.

6. Melhora a visão

A jaca é muito rica em vitamina A, beta caroteno e luteína, esta fruta é muito importante para manter e promover uma visão saudável, proteger os olhos dos radicais livres e de infecções virais e bacterianas.

7. Melhora o aspeto da pele

Ainda pela enorme quantidade de vitamina A, seu consumo faz muito bem para a pele, unha e cabelos, seu uso regular ajuda na manutenção de uma pele mais jovem, bonita e saudável, já que ajuda a combater as rugas, a vermelhidão, o eczema e outros problemas de pele. Este fruto pode ser aplicado diretamente na pele.

8. Mantém os ossos saudáveis

A Jaca é rica em cálcio e ajuda a fortalecer os ossos, prevenindo a osteoporose, artrite e outras doenças relacionadas com os ossos.

9. Benefícios do complexo B.

Repleto em vitaminas do complexo B, seu uso traz benefícios ao sistema nervoso e a função cerebral, auxilia na saúde do fígado, além disso, age de maneira fundamental na regulação do metabolismo. Atua na manutenção e aumento de peso, atuando na irritabilidade; cansaço; tontura; fraqueza muscular; queda de cabelo; dor de cabeça; dermatite; anemia; unhas fracas; cãibras.

E agora, prefere comer jaca-mole, jaca-dura ou jaca-manteiga? Prefere consumir a  fruta in natura ou em receitas? Conta pra gente nos comentários!

Ver completo...