A entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha, nesta terça-feira (30), gerou muitos debates. Na ocasião, o petista afirmou que o Brasil não pode voltar a experimentar “aventuras”, se referindo a Jair Bolsonaro como uma delas, assim também como Fernando Collor foi no passado.

Lula aproveitou a entrevista para falar de alianças políticas e citou uma possível candidatura com o ex-governador Geraldo Alckmin, que está de saída do PSDB. Está previsto uma série de programas trazendo os pré-candidatos à Presidência da República em 2022.

‘‘Não tenho pressa para definir se vou ser candidato ou não. O partido definiu que, se tiver candidato, serei eu. Vou conversar com lideranças e com o partido, e vamos definir se serei candidato ou não’’, contou Lula.

Quando foi questionado sobre a possibilidade de ter Alckmin como companheiro de chapa, Lula ressaltou que o político ainda não tem definido em qual partido vai se vincular. O petista confirmou a boa relação entre ambos.

‘‘Tive uma extraordinária relação com o Alckmin no meu governo. Ele está definindo qual será seu partido político, e nós estamos no processo de conversar. Vamos ver se é possível construir uma aliança política. Mas é o seguinte: eu quero construir uma chapa para ganhar as eleições’’, disse.

O ex-presidente Lula fez duras críticas a Bolsonaro ao longo da entrevista. Disse que o chefe do Executivo Federal é culpado pela atual situação do Brasil.
‘‘O Bolsonaro não governa o Brasil. Ele não entende de economia, de política social, de futebol, de partido político. Ele é uma anomalia. O Brasil não merecia Bolsonaro’’, afirmou.

‘‘Aventuras não dão certo. Bolsonaro é um exemplo disso. O Collor é outro exemplo’’, continuou.

O ex-presidente Lula atribuiu a alta da inflação, que deve fechar o ano acima dos dois dígitos, ao Planalto. Segundo ele, “50% da inflação está subordinada aos preços controlados pelo governo”.

Durante a entrevista, Lula fez críticas a atual política de preços da Petrobras:‘‘Ele (Bolsonaro) não entende da política de preços da Petrobras. Qualquer pessoa séria que ganhar em 2022 não manterá essa política de preços. Vou dizer em alto e bom tom: nós não manteremos essa política de paridade (com o mercado internacional de petróleo)’’, garantiu.

O ex-presidente Lula se disse inocente sobre escândalos de corrupção envolvendo ele e o Partido dos Trabalhadores e também criticou a atuação do ex-juiz Sergio Moro, na Lava-Jato. Moro revelou recentemente que é pré-candidato à Presidência da República.

‘‘Acho maravilho o Moro se colocar como candidato. A gente vai conversar com ele sem a proteção da toga, pra dizer na cara dele que ele é mentiroso. Ele é falso’’, disse.

O primeiro pré-candidato ouvido pelo Gaúcha Atualidade foi Luiz Felipe D’Avila do partido Novo. Na próxima sexta-feira, Sergio Moro será entrevistado pelo programa.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Jacaré é morto a tiros por policiais após dilacerar braço de bebê e atacar tio em lago de GO

Uma notícia tem gerado bastante repercussão nas redes sociais nesta segunda-feira (3) e surgiu após a declaração feita pela Polícia Militar de Goiás que afirmou que foi preciso matar a […]

São Gabriel: Acidente envolvendo uma moto e animal na rodovia tira a vida de enfermeira e deixa outra pessoa ferida

Uma triste notícia está circulando nas redes sociais nesta segunda-feira (3). Isto porque na noite desse sábado (1º) uma mulher morreu e outra ficou ferida em um grave acidente entre […]