Uma notícia importante que trata sobre saúde pública tem repercutido nessa segunda-feira (29). Foi feito um alerta por pesquisadores da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), para o consumo inadvertido e indevido do antiparasitário ivermectina. O alerta feito no último mês de agosto, aponta que o medicamento faz parte do chamado “kit Covid”, sem apresentar nenhum benefício no tratamento ou prevenção da infecção pela Covid-19.

Os pesquisadores integrantes do NEF (Núcleo de Estudos em Farmacoterapia), divulgaram um artigo que aponta sobre casos de sarna humana (escabiose) resistente à ivermectina, droga usada para combater essa doença.

O nosso artigo lança a hipótese de que poderíamos ter problemas com surtos de escabiose resistente, por conta do uso irracional da ivermectina. O surto está configurado, pois está havendo um aumento rápido de casos de lesões de pele com coceira e outros sintomas”, alerta a professora Sabrina Neves, uma das autoras do trabalho, em uma nota divulgada nessa sexta-feira (26).

A professora traz como exemplo um surto com mais de 250 casos de erupções cutâneas e coceira de origem ainda desconhecida que estão sob investigação na capital Pernambuco.

Ainda não há diagnóstico da doença que está causando o surto. Algumas hipóteses da etiologia [origem] estão sendo testadas; entre elas está a escabiose levantada pelo artigo.”

Durante a pandemia, o consumo de ivermectina aumentou em quase dez veze, alertam os estudiosos.

O uso irracional de medicamentos é um problema de saúde pública, porém, no caso de antibióticos, antiparasitários e antifúngicos, esse problema ganha proporções maiores. Quando utilizamos de forma irracional/incorreta medicamentos, como a ivermectina, corremos o risco de induzir a resistência do parasita ao medicamento que deveria tratar a doença causada por ele”, alerta a professora Sabrina.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Menina de 2 anos perde a vida após sofrer acidente com presente pedido no Natal

Uma tragédia aconteceu em Santa Catarina com uma menina de 2 anos de idade que faleceu na última quinta-feira (29/12), após complicações decorrentes de um acidente com o presente que […]

Cantor Maurílio piorou no quadro clínico nas últimas 12 horas e apresenta disfunção no fígado, diz boletim médico

O boletim médico divulgado nesta quarta-feira (29), informa que o cantor Maurílio, da dupla com Luiza, teve piora no quadro clínico nas últimas 12 horas. O artista apresentou disfunção hepática, […]