Uma notícia tem gerado muitos debates nas redes sociais nesta terça-feira (14). O Poder Judiciário autorizou Suzane Von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga a deixarem a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremembé, SP, em razão do benefício da ‘saidinha temporária’. As mulheres deixaram o presídio quase que ao mesmo tempo nesta terça-feira, e devem retornar à unidade prisional na próxima segunda-feira (20).

Suzane cumpre pena por tirar a vida dos pais em 2002. Já Anna Carolina pela morte da enteada Isabella Nardoni em 2008. Elize Matsunaga está presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga em 2012.Elize exibiu um cartaz com uma mensagem para a filha antes de deixar o presídio e entrar em um táxi: ‘Te amarei além da vida’. A menina vive sob a tutela dos avós paternos e não tem contato com a mãe. As detentas deixaram o presídio usando máscaras de proteção contra o coronavírus.

O benefício da ‘saidinha temporária’ é dado a presos que tenham bom comportamento e que já cumpriram uma parte da pena e fazem parte do regime semiaberto. As detentas ainda deverão se beneficiar com uma saidinha temporária que acontecerá entre o natal e ano novo, conforme calendário estabelecido pela justiça.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Após filho confessar que tirou a vida da namorada Giovanna Peters, pai acionou a PCDF

O jovem Leandro de Araújo Marques, de 22 anos, negou ter envolvimento no caso do desaparecimento da namorada Giovanna Laura Santos Peters, de 20 anos, mas diante de tantas evidências […]

Jovem de 20 anos desaparecida no DF é encontrada sem vida em estrada de chão; namorado confessou o crime

A polícia localizou o corpo da jovem Giovanna Laura Santos Peters, de 20 anos, em uma estrada de chão, próximo à antiga Academia da Polícia Civil, em Taguatinga. Giovanna Peters foi […]