Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta sexta-feira (16). Morreu na manhã desta sexta-feira uma das criminosas mais procuradas do Rio de Janeiro, em um confronto com a polícia. Rayane Nazareth Cardozo da Silveira, a Hello Kitty, foi surpreendida com a chegada da polícia e morreu junto com outros três suspeitos no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.

Segundo informações, Hello Kitty era o braço direito do pai, Alessandro Luiz Viera Moura, o Vinte Anos, apontado pela polícia como chefe do tráfico do Salgueiro, que também foi morto no confronto com a polícia.

Houve uma denúncia de que uma família estaria sendo feita refém em Itaoca, dentro do Salgueiro, e a polícia foi averiguar.Por volta de 6h, após a chegada da polícia, começou um intenso tiroteio que assustou a população e impediu muitos moradores de saírem de suas casas. A denúncia de sequestro não foi confirmada, mas os agentes encontraram no local Hello Kitty e Vinte anos, que foram baleados após resistirem a prisão. Eles ainda foram socorridos para o Hospital Alberto Torres, mas já estavam sem vida.

De acordo com a polícia, Vinte anos era o chefe do tráfico da Comunidade do Salgueiro e Hello Kitty era a gerente. Segundo a polícia, além das acusações de tráfico de drogas, Hello Kitty respondia por assalto a mão armada em outros pontos da cidade. Gostava de participar de bailes Funk e postava fotos com armas nas redes sociais. Na operação policial foram apreendidos dois fuzis e duas pistolas.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

TSE pede investigação do STF sobre fake news ditas por Bolsonaro contra urnas eletrônicas

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pediu em votação unânime que o Supremo Tribunal Federal (STF), investigue o presidente […]

DPE pede R$ 200 milhões em ação envolvendo morte de tio e sobrinho em supermercado

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). A ação movida contra a rede de supermercado Atakarejo pela Defensoria Pública Estadual (DPE), da Bahia, estabelece uma indenização de […]