Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (19). O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, dispensou a ajuda de governistas que tinham a intensão de treiná-lo para se sair bem em suas respostas diante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Pazuello deixou claro a aliados sua intensão de querer se apresentar na CPI usando a túnica verde oliva, o fardamento do exército.

De acordo com informações, o ex-ministro recebeu diversos conselhos no sentido de não usar o fardamento do exército porque o ato poderia soar como uma provocação aos olhos dos senadores. No entanto Pazuello tem se posicionado no sentido de não apresentar comportamento acuado durante os questionamentos feitos na CPI. Mas não é só isso…

O ex-ministro respondeu a um aliado e disse que existe uma regra de como um militar deve se vestir em eventos oficiais e segundo ele o fardamento faria lembrar aos senadores que ele é um general do exército e não um ministro qualquer.“É uma forma de o Pazuello lembrar a todos que é general do Exército e que o Renan é o Renan”, comentou um aliado de Pazuello.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Aeronave com 18 torcedores de time de beisebol cai no Texas e todos sobrevivem ao acidente

Uma notícia tem sido manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (20). Um acidente aéreo improvável aconteceu nessa terça-feira (19) e envolveu uma aeronave que viajava de Houston a […]

Rede de fast food demite funcionário após vídeo com alimentos em vaso sanitário ser publicado

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (20). O funcionário da rede de fast food Subway, Jumanne Clary, foi demitido pela empresa após divulgar um vídeo onde […]