Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (14). O desaparecimento do professor Maikon Wesley Evangelista Brito de Barros, foi comunicado à Delegacia de Polícia de Mundo Novo no dia 7 de abril. A família do professor contou naquela ocasião que Maikon tinha sido visto pela última vez no bairro Portelinha, na cidade de Mundo Novo.,

As autoridades começaram o trabalho de investigação diante do registro do desaparecimento do professor. Trinta e seis dias depois, as investigações comandadas pelo delegado Atilano Teixeira Campos, chegou a um dos coautores do crime que foi preso na quarta-feira (12). O suspeito levou os agentes ao local onde o corpo de Maikon foi enterrado. Mas não é só isso…

O Departamento de Polícia Técnica foi até o local e removeu um corpo que foi encaminhado ao Instituto Médico legal de Itaberaba para que pudesse ser realizada perícia para identificação da vítima. Após análise a equipe do DPT informou que o corpo encontrado seria o de Maikon Wesley Evangelista Brito de Barros.

O suspeito foi preso em flagrante depois de ter confessado o crime e reponderá pela morte do professor que estava desaparecido desde o dia 6 de abril.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Aeronave com 18 torcedores de time de beisebol cai no Texas e todos sobrevivem ao acidente

Uma notícia tem sido manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (20). Um acidente aéreo improvável aconteceu nessa terça-feira (19) e envolveu uma aeronave que viajava de Houston a […]

Rede de fast food demite funcionário após vídeo com alimentos em vaso sanitário ser publicado

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (20). O funcionário da rede de fast food Subway, Jumanne Clary, foi demitido pela empresa após divulgar um vídeo onde […]