Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quinta-feira (13). Uma mulher de 24 anos foi presa pela polícia em flagrante na tarde de ontem (12) suspeita de matar seu bebê, que havia nascido há seis dias, e atear fogo no corpo da criança na tentativa de ocultar o crime.

O fato ocorreu na cidade de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia.

No documento de investigação, os policiais relataram que o corpo do bebê foi encontrado com uma pulseirinha de identificação, usada em hospitais.

Na pulseira, os policiais conseguiram identificar o nome da mãe da criança e foram em busca da mulher.

Além disso, de acordo com os registros, o corpo da criança foi encontrado por um morador após um cachorro passar arrastando os restos mortais do bebê carbonizado. Ao perceber do que se tratava, a mulher ficou horrorizada.

Assim, a testemunha contatou os policiais, que chegaram no local e constataram que era um corpo de uma criança.

A mãe do bebê teria tentado abortar a criança, porém, sem sucesso. Dessa forma, ela decidiu tirar a vida da criança após o nascimento. De acordo com o depoimento da mulher, ela não sabia se o bebê estava vivo ou morto quando ateou fogo.

Da redação Acontece na Bahia.

Assuntos relacionados

Nova pesquisa aponta Lula à frente na disputa presidencial; em um confronto com Datena, apresentador tem 10%, segundo pesquisa Genial/Quaest

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (5). Pesquisa realizada pelo Instituto Genial/Quaest e divulgada nessa quarta-feira (4), aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, liderando […]

Rapaz filma momento em que a sogra cai de um penhasco de 70 metros

Uma notícia tem circulado nas redes sociais nesta quinta-feira (5). O exato momento em que uma senhora cai de um penhasco de 70 metros durante um passeio em uma floresta […]