Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quinta-feira (13). Helen Caroline, 18 anos, está desaparecida após ter acusado 7 policiais militares como os responsáveis por abuso sexual coletivo, além de tráfico de drogas. Na apresentação da denúncia à Corregedoria da PM, Helen chegou a reconhecer um dos suspeitos.

Na época da denúncia à Corregedoria, uma outra policial pediu para Helen olhar uma fotografia do marido. O homem da foto que também é policial foi reconhecido por Helen como um dos envolvidos no abuso. A jovem foi a duas delegacias e relatou os fatos com muita clareza e teve um boletim de ocorrência registrado. No entanto foi verificado que o documento não relata as informações que a jovem apresentou.

A jovem disse que havia sido levada para uma chácara em companhia de três policiais em uma viatura e que ao chegar ao local tinham outros quatro policiais em veículo oficial. Helen disse que foi abusada por todos eles e que havia sido liberada por volta de 6h. Informou ainda que precisou caminhar por dois quilômetros e então chegou em casa.

Helen começou a apresentar desvios de comportamento e questionada pelos pais a jovem disse que estava sendo perseguida. Os pais de Helen encontraram uma sacola com drogas no quarto dela. A droga seria de um agente policial com quem Helen estava mantendo um relacionamento. A jovem está desaparecida desde o dia 6 de maio após sair de casa na região de Vargem Grande, região metropolitana de São Paulo, e ir até a empresa onde trabalhava para pedir uma troca de horário.

A Corregedoria da Polícia Militar informou por meio de nota que soube do caso por denúncia feita pelo pai da jovem e a relação de Helen com os agentes teria sido consensual. Nesta ocasião a droga que estava guardada no quarto de Helen também foi apresentada.

Após a denúncia os agentes envolvidos foram identificados e seguem afastados de suas funções e um inquérito foi instaurado para apurar o caso. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) disse que o desaparecimento de Helen é investigado pelo Setor de Homicídios de Vargem Grande.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

TSE pede investigação do STF sobre fake news ditas por Bolsonaro contra urnas eletrônicas

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pediu em votação unânime que o Supremo Tribunal Federal (STF), investigue o presidente […]

DPE pede R$ 200 milhões em ação envolvendo morte de tio e sobrinho em supermercado

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). A ação movida contra a rede de supermercado Atakarejo pela Defensoria Pública Estadual (DPE), da Bahia, estabelece uma indenização de […]