Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais neste sábado (8).Nessa última quarta-feira (5), em São Paulo, uma idosa de 91 anos foi sepultada por equívoco em lugar de outra mulher que faleceu vítima de Covid-19. O incidente aconteceu no Hospital Municipal Dr. José Soares Hungria, em Pirituba, zona norte, e foi confirmado por Antonio Soares da Silva, 66 anos e filho da idosa, que até o momento não conseguiu ter acesso ao corpo da sua mãe.

A mãe de Antonio, Ignácia Silva, faleceu nessa quarta-feira (5), no hospital municipal de Pirituba. Antonio Soares foi até a unidade de Saúde no dia (6) para fazer o reconhecimento do corpo e disse que recebeu a informação que os funcionários não estavam encontrando o corpo de Ignácia. Depois de algumas horas Antonio foi levado ao necrotério do hospital e identificou o corpo de sua mãe ao ver os cabelos brancos e assinou documento comprovando a verificação.

A família já estava no cemitério quando foi avisada que aquele era o corpo errado e constatou que de fato se tratava de outra pessoa. Na realidade o corpo era de uma idosa de 88 anos que tinha sido vítima de Covid-19 e Ignácia supostamente teria sido enterrada na quarta-feira (5). A família de Ignácia registrou boletim de ocorrência no 46º DP.

A Secretaria de Segurança Pública emitiu uma nota que diz.  “após realizar as oitivas com os familiares das duas vítimas e com representantes do hospital e do serviço funerário, a autoridade policial do 46º DP registrou o caso como não criminal e orientou as partes sobre as medidas judiciais cabíveis”.

O funcionário do serviço funerário contou que como se passaram mais de 24 horas do sepultamento de Ignácia no nome de Idalina, não é permitido retirar os corpos para fazer o reconhecimento.”Muito provavelmente foi minha mãe que foi enterrada, mas eu não posso afirmar nada, se a minha mãe foi trocada, se não foi… Eu estou considerando minha mãe como desaparecida”, comenta Antonio, que não pode ter acesso ao corpo de Ignália.

De acordo com informações, a família de Ignália pretende acionar a justiça para fazer a exumação do corpo.”Está sendo muito triste. Eu não queria estar fazendo nada disso, mas faço porque muitas famílias vão se ver no meu caso”, disse Antonio. A família da outra idosa ainda não se manifestou.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS),considerou o caso como inadmissível e afastou o funcionário envolvido no incidente.”Uma sindicância já foi instaurada para apurar os fatos. A direção da unidade já reforçou as orientações para a tripla checagem, que é o protocolo instituído em todas as unidades hospitalares da capital”, diz a nota.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto:Reprodução/Google Street View

Assuntos relacionados

Assessora de Claudia Rodrigues diz que atriz deixou Unidade de Terapia Semi-Intensiva

Uma boa notícia está circulando nas redes sociais nesta segunda-feira (19). De acordo com a amiga e empresária de Claudia Rodrigues, Adriane Bonato, a atriz recebeu alta da Unidade de […]

Luciano Szafir apresenta melhora e se alimenta pela primeira vez após cirurgia

Uma boa notícia tem circulado nas redes sociais nesta quarta-feira (14). O ator Luciano Szafir, 52 anos, internado desde o dia 22 de junho em decorrência da Covid 19, aparece […]