Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (7). A falsa enfermeira, Cláudia Mônica Pinheiro Torres de Freitas, presa pela Polícia Federal (PF), por suspeita de aplicar supostas vacinas contra a Covid-19 em empresários de Belo Horizonte, estava planejando uma venda de aproximadamente 1.000 doses da suposta vacina. Informações da PF apontam que a falsa enfermeira tinha como objetivo lucrar R$ 600 mil com as vendas.

A Polícia Federal descobriu o ato criminoso quando teve acesso a mensagens por telefone trocadas entre Cláudia e familiares. As mensagens mostram que a movimentação financeira da família ‘‘acendeu o sinal de alerta’’ nas instituições financeiras. Em um trecho das mensagens Igor Torres diz a mãe: “a mulher falou que está entrando muito dinheiro na minha conta. É suspeita de lavagem de dinheiro”.

De acordo com o delegado Thiago Severo, os dados bancários dos acusados que ainda devem ser analisados pela polícia, demonstrará o quanto de dinheiro foi movimentado pela família e quais são os envolvidos no ato criminoso.

O delegado ainda informou que muitos pagamentos foram efetuados por meio de transferência bancária e a falta destas informações impossibilitaria a identificação dos envolvidos. A análise bancária possibilitará identificar os envolvidos neste crime.

A PF conseguiu apurar que a falsa enfermeira conseguiu em apenas dois meses comprar dois carros novos, celulares e tabletes para familiares e agilizava a aquisição de um sítio. A polícia apreendeu os bens da falsa enfermeira.

De acordo com informações, até agora já foram ouvidas cerca de 90 pessoas como testemunhas e o objetivo da investigação é identificar o primeiro cliente da falsa enfermeira.‘‘Todos que eu identificar, que tiveram algum relacionamento, que se vacinaram com ela, vão ser intimados para tentar puxar o que a gente chama de paciente zero, a primeira pessoa que decidiu se vacinar com a investigada’’, disse o delegado.

Até o momento três pessoas foram indiciadas: a falsa enfermeira, o motorista que também é genro dela, e o filho de Cláudia. A falsa enfermeira responde o processo em liberdade apesar de ter sido presa em flagrante pela PF anteriormente.

Da redação do Acontece na Bahia

Assuntos relacionados

Aeronave com 18 torcedores de time de beisebol cai no Texas e todos sobrevivem ao acidente

Uma notícia tem sido manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (20). Um acidente aéreo improvável aconteceu nessa terça-feira (19) e envolveu uma aeronave que viajava de Houston a […]

Rede de fast food demite funcionário após vídeo com alimentos em vaso sanitário ser publicado

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta quarta-feira (20). O funcionário da rede de fast food Subway, Jumanne Clary, foi demitido pela empresa após divulgar um vídeo onde […]